menu
Sete Lagoas - MG | Whatsapp: 31 996167463
Mega Cidade
Sete Lagoas - MG
ÁRBITRO
ESPORTES
ESPORTES
ÁRBITRO
Postada em 12/01/2018 ás 09h02 - atualizada em 12/01/2018 ás 09h02
Antes vetado, Ricardo Marques Ribeiro fará palestra no Atlético
Com apoio de Castellar Neto, clube e juiz "quebram barreira" e juiz da CBF vai conversar com os atletas do Galo nesta sexta-feira
Antes vetado, Ricardo Marques Ribeiro fará palestra no Atlético

Foto: Mariela Guimarães

Por mais de uma vez, a diretoria do Atlético foi à Federação Mineira de Futebol (FMF) pedir o afastamento do árbitro Ricardo Marques Ribeiro, um dos mais experientes do país. A última delas aconteceu na disputa do Campeonato Mineiro do ano passado. Mas a picuinha da cúpula alvinegra com o juiz parece ter chegado ao fim. Nesta sexta-feira (12), o árbitro brasileiro que há mais tempo ostenta o emblema da Fifa no uniforme vai à Cidade do Galo dar uma palestra para os jogadores sobre arbitragem.



“Na verdade, a situação do Atlético da gestão do Daniel Nepomuceno (ex-presidente do clube) para cá, a gente conseguiu quebrar essa barreira com o apoio do Castellar (Guimarães Netto, presidente da FMF) e do Giuliano Bozzano (presidente da comissão de arbitragem da FMF). Havia uma certa restrição do Atlético com relação ao meu nome, mas eu voltei a fazer jogos do Atlético e agora na gestão do presidente Sérgio Sette Câmara eu espero que isso continue”, avalia Ricardo Marques Ribeiro, que participa com os demais árbitros e assistentes da pré-temporada que a Federação promove para o seu quadro de profissionais no Sesc de Venda Nova antes do início do Campeonato Mineiro.



Para o árbitro, a iniciativa é uma maneira de mostrar que não ficou qualquer mágoa entre as partes. “Até porque eu nunca tive problema com o Atlético. É só levantar o histórico dos jogos que eu fiz do Atlético e nunca tive problema. Acho que toda essa preocupação é com relação ao Cruzeiro pelo fato de eu trabalhar com um desembargador que é conselheiro do Cruzeiro. Tenho minha vida profissional fora da arbitragem e coincidentemente trabalho com um desembargador que é conselheiro do Cruzeiro, mas poderia ser do Atlético ou do América”, justifica Ricardo, que é formado em Direito e Jornalismo e atua como assessor no Tribunal de Justiça de Minas Gerais.



Deixando a polêmica de lado, o árbitro fala da importância de encontros como este com os jogadores que vai participar nesta sexta-feira. “São poucos os jogadores que se interessam pelos textos das regras do jogo. Se ele conhecesse melhor o texto ele poderia usar isso a favor dele. Como poucos conhecem, eles acabam tentando burlar e às vezes se complicam. Por isso a importância desses encontros”, diz Ricardo.



Outros clubes



O Atlético não será o único clube que vai receber a visita de profissionais de arbitragens da FMF. A iniciativa partiu das próprias equipes. Na segunda-feira, o ex-árbitro Giuliano Bozzano, que hoje é presidente da Comissão de Arbitragem da FMF vai ao Villa Nova e na terça ao América. Um encontro com o Cruzeiro também está sendo agendado para os próximos dias.



“Esse contato com os clubes é muito importante. A gente sempre incentiva os clubes a nos procurar porque todo brasileiro acha que entende de futebol. Mas as regras têm certas particularidades. Se a gente tiver essa oportunidade de passar para os jogadores o que eles mais enfrentam em campo isso vai facilitar muito porque as vezes um jogador de grande importância para seu time toma um amarelo bobo ou teve uma atitude que na hora não lembrou e foi expulso. Essa parceria dos clubes com a arbitragem é muito importante”, explica Bozzano.



“Acho que os clube poderiam trabalhar mais próximo à arbitragem. Eu tenho esse sonho. Hoje nós temos a ouvidoria em que os clubes podem mandar os lances e a ouvidoria vai responder e ver se o árbitro errou ou não e por que errou. Ano passado já foi um avanço muito grande. O Igor Junio Benevenuto voltou a apitar uma final de Campeonato Mineiro depois de dez anos e foi muito bem. Foi um avanço, mas ainda temos muito a melhorar”, comentou o chefe da arbitragem em Minas.



Por Gláucio Castro - SUPERFC




leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Enquete
Você é a favor o fim do horário de verão?

Sim
2059 votos - 71.4%

Não
824 votos - 28.6%

facebook
publicidade
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados