menu
Sete Lagoas - MG | Whatsapp: 31 996167463
Mega Cidade
Sete Lagoas - MG
ACESSÍVEL
EDUCAÇÃO
EDUCAÇÃO
ACESSÍVEL
Postada em 15/01/2018 ás 09h41 - atualizada em 15/01/2018 ás 09h46
Cursos a distância cada vez mais perto dos estudantes
Preços do ensino online, cerca de 30% mais baratos que os presenciais, são um dos atrativos

Fazer um curso, seja de graduação, técnico, pós, preparatório para concursos ou de idiomas, é possível mesmo sem frequentar uma sala de aula. Basta o interessado escolher entre as diversas opções disponíveis no mercado dos cursos da modalidade EAD – ensino a distância. O Censo de Educação Superior 2016, divulgado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), confirma o crescimento desse tipo de curso no país. Entre 2015 e 2016, o número de matrículas em cursos de graduação a distância teve alta de 7,2%, enquanto que na modalidade presencial diminuiu 1,2%.



No período de dez anos, a participação no total de matrículas cresceu de forma expressiva. Em 2006, 4,2% dos universitário eram frequentadores de cursos de EAD. Em 2016, essa modalidade passou a responder por 18,6% das matrículas no Brasil.



Para a professora e conselheira da Associação Brasileira de Educação a Distância (Abed), Ivete Palange, são vários os motivos que levam os estudantes a procurar cursos a distância. Entre eles, está o acesso mais fácil à tecnologia. “Antigamente, os cursos a distância dependiam dos Correios. Anos depois, passaram a ser feitos pela TV e, em seguida, pelo computador. Hoje, o estudante pode ter acesso às aulas pelo smartphone”, analisa.



Além das facilidades propiciadas pela tecnologia, o preço também é um atrativo, conforme a professora. “Os custos são menores na comparação com um curso presencial, já que não há gasto com a manutenção de uma sala. Assim, os preços são mais acessíveis”, observa. Ela diz que não há um levantamento da entidade sobre os preços na comparação com os cursos convencionais. “Pelo que percebo, em média, o curso online é 30% mais em conta”, diz.



Há 18 anos, a PUC Minas é uma das instituições que oferecem cursos virtuais. A instituição oferta 31 especializações a distância, uma especialização híbrida e dois cursos de graduação a distância – administração e ciências contábeis.



Hoje, cerca de um terço dos alunos da PUC Minas faz cursos totalmente a distância ou cursa disciplinas online, o que representa uma alta de 50% em 2017 frente o ano anterior.



A diretora de EAD do Centro Universitário Newton Paiva, Jucimara Roesler, diz que a expectativa é de crescimento da modalidade. Hoje, a instituição de ensino sediada na capital tem 9.000 alunos que estudam a distância. Recentemente, a Newton Paiva inaugurou 11 polos de ensino a distância em várias cidades do Estado.



O centro universitário também aposta nos cursos semipresenciais, também conhecidos como híbridos. A modalidade começou a ser ofertada neste ano com quatro cursos – análise e desenvolvimento de sistema, sistemas de informação, ciências contábeis e administração.



Alteração



Regra. Em junho de 2017, o Ministério da Educação passou a permitir o credenciamento de instituições de ensino superior para cursos de EAD sem a necessidade de credenciar cursos presenciais.



Online chega a 80% dos alunos



E não é apenas na graduação que os cursos a distância vêm conquistando adeptos. Na hora de estudar para a tão sonhada vaga num concurso público, muitos concorrentes buscam os cursos a distância. No Supremo Concursos, sediado em Belo Horizonte, essa modalidade lidera a preferência dos alunos, sendo responsável por 80% das matrículas, conforme o diretor do estabelecimento voltado para a preparação para concursos, Frederico Neder. “Iniciamos no mercado como um curso presencial em 2009. Em 2012, 20% dos negócios eram provenientes desse segmento. Três anos depois, mais da metade dos alunos, 52%, já eram da modalidade a distância”, observa o diretor.



Ele ressalta que o curso online permite à empresa crescer além dos limites da capital, podendo ter alunos de vários pontos do país sem ter que investir numa estrutura física.



Para Neder, entre as vantagens dessa modalidade está o ganho de tempo. “O aluno não precisa se deslocar até a unidade de ensino, não perde tempo com o trânsito nem tem gastos com o transporte. Aliás, dentro do ônibus, com um smartphone, é possível assistir às aulas. Assim, é possível organizar melhor o tempo”, diz.



Entretanto, o diretor do curso preparatório observa que é necessário saber organizar o tempo: “É preciso tomar cuidado com o deixar para depois, já que o aluno pode assistir às aulas quando quiser. Logo, é importante que o curso a distância seja tratado como um compromisso”.



Tempo para muitas tarefas



O curso a distância permite que a empresária Adriane Ragazzi administre melhor seu tempo. “Tenho uma empresa e sou mãe. Uma das vantagens é o ganho de tempo, pois não preciso me deslocar”, diz.



Ela conta que ficou com receio de não conseguir terminar o curso, o que foi superado, tanto que já está na segunda graduação na mesma modalidade. “É preciso ter disciplina para estudar”, avisa.



Por Juliana Gontijo - OTempo




leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Enquete
Você é a favor o fim do horário de verão?

Sim
2601 votos - 72.5%

Não
986 votos - 27.5%

facebook
publicidade
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados