menu
Sete Lagoas - MG | Whatsapp: 31 996167463
Mega Cidade
Sete Lagoas - MG
TRAGÉDIA
CIDADES
CIDADES
TRAGÉDIA
Postada em 22/01/2018 ás 09h41 - atualizada em 22/01/2018 ás 09h44
Empresário e dois filhos morrem em acidente em Várzea da Palma
Esposa do empresário ficou ferida no acidente e uma criança teve lesões leves
Empresário e dois filhos morrem em acidente em Várzea da Palma

A cidade de Várzea da Palma está abalada com a morte do empresário do setor de farmácias Roner Dannemann de Deus Fontes, 32 anos e seus filhos Giovanna Dannemann dos Santos Fontes, 4 anos, e Antônio Dannemann dos Santos Fontes, 8 anos. A esposa do empresário, farmacêutica Lilian Giovanna dos Santos Fontes, 33 anos, sofreu vários ferimentos, mas sobreviveu à tragédia, assim como a criança Artur Aranha Marques de 8 anos que sofreu lesões leves.



Segundo informações, às 11 horas da manhã do último sábado (20), Roner trafegava pela BR 418 conduzindo a Toyota Hilux, quando no Km 104, o veículo colidiu de frente com o caminhão conduzido por Adriano Tavares de Souza 31 anos. Com a batida, Roner Dannemann e seu filho Antônio Dannemann de 8 anos morreram na hora, com os corpos ficando presos nas ferragens. Sua filha Giovana Dannemann de 4 anos chegou a ser socorrida no Hospital Lourenço Westin da cidade de Carlos Chagas, mas morreu minutos depois segundo o médico Helvécio Martins Prates.



Já Arthur Aranha Marques que teve lesões leves, não corria risco de morte. Por sua vez, a farmacêutica Lilian Giovanna apresentava ferimentos na face e tórax. Ela estava confusa e não sabia falar o que havia acontecido. A criança de 4 anos que morreu no hospital estava na cadeirinha e com cinto de segurança.





O que diz o motorista do caminhão



Segundo o condutor do caminhão, Adriano Tavares, transitava pela BR 418 no sentido Carlos Chagas/Teófilo Otoni e em um aclive em curva à esquerda deparou com a Toyota Hilux desgovernada, vindo no sentido oposto declive em curva à direita. De acordo com ele, as rodas do lado direito da Toyota estavam no ar, indicando que ia invadir a sua mão de direção.



Para tentar evitar um mal maior, o motorista Adriano teria acionado os freios e jogado o caminhão para contramão, momento em que o condutor da Hilux teria conseguido retomar a direção e permanecido na via, ocorrendo a colisão frontal.



Quando a polícia chegou ao local, a Toyota Hilux estava na sua mão de direção colidida e o caminhão na contramão de direção. O laudo pericial com as causas da tragédia deve ficar pronto nos próximos dias, uma vez que não há comprovação da versão do condutor do caminhão, sendo que a esposa do condutor da Hilux não estava em condições de dar sua versão sobre o ocorrido.



Da Redação





 


leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Enquete
Você é a favor o fim do horário de verão?

Sim
2565 votos - 72.4%

Não
976 votos - 27.6%

facebook
publicidade
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados