menu
Sete Lagoas - MG | Whatsapp: 31 996167463
Mega Cidade
Sete Lagoas - MG
DESCULPAS
ESPORTES
ESPORTES
DESCULPAS
Postada em 08/02/2018 ás 15h54 - atualizada em 08/02/2018 ás 16h03
Oswaldo pede desculpas por descontrole, mas reafirma xingamento de jornalista
A Associação Mineira de Cronistas Esportivos (AMCE) divulgou uma nota em defesa de Léo Gomide
Oswaldo pede desculpas por descontrole, mas reafirma xingamento de jornalista

Reprodução/Youtube

O técnico Oswaldo de Oliveira se posicionou na manhã desta quinta-feira sobre a confusão entre ele e o jornalista Léo Gomide, da Rádio Inconfidência, após a partida contra o Atlético do Acre, em Rio Branco, pela primeira fase da Copa do Brasil.



O comandante alvinegro se descontrolou durante a entrevista coletiva e partiu para cima do repórter após ser supostamente xingado. Ele foi contido pelo diretor de comunicação do Galo, Domênico Bhering.



Em nota, Oswaldo alega ter ouvido do jornalista ‘o maior desaforo de sua carreira’. “Ouso afirmar que, PROPORCIONALMENTE, nem da arquibancada havia recebido tamanho insulto, mesmo levando em conta toda a passionalidade do torcedor pelo seu clube do coração. Tenho testemunhas de tudo o que saiu da boca desse rapaz, não à toa o próprio Atlético proibiu sua entrada na Cidade do Galo, e podem ter certeza, não foi a meu pedido”, disse.



Léo Gomide não se posicionou sobre o acontecido.



Confira a nota completa:



"Venho a público hoje para reconhecer meu erro e me desculpar pelo episódio infeliz acontecido na noite dessa quarta-feira. Estou no futebol há mais de quatro décadas e agradeço ainda correr em minha veia o sangue competitivo de um profissional, com muita gana de fazer com que as coisas deem certo sempre. É isso que me motiva a seguir no futebol, me empenhando ao máximo diariamente em busca das vitórias e, claro, títulos. Ontem, após nossa classificação na Copa do Brasil, ouvi o maior desaforo de toda a minha carreira do jornalista Léo Gomide (impronunciável aqui publicamente). Ouso afirmar que, PROPORCIONALMENTE, nem da arquibancada havia recebido tamanho insulto, mesmo levando em conta toda a passionalidade do torcedor pelo seu clube do coração. Tenho testemunhas de tudo o que saiu da boca desse rapaz, não à toa o próprio Atlético proibiu sua entrada na Cidade do Galo, e podem ter certeza, não foi a meu pedido. Como ser humano, especialmente sob estresse de um jogo complicado, reagi imediatamente para me defender. As palavras que ouvi me tiraram do sério, acabei me exaltando e, por conseguinte, tive uma reação irracional - a exemplo do repórter em questão - não condizente com a do profissional que sou e sempre fui. Peço desculpas pelo incidente de ontem ao Atlético, clube que represento, à nossa imensa e fiel Massa Atleticana, e a todos os demais profissionais da imprensa, os quais tanto respeito, tenho carinho e admiração.



"Oswaldo de Oliveira"



Diretor de futebol do Atlético fala sobre a confusão e anuncia veto à entrada de Léo Gomide na Cidade do Galo. Assista: https://youtu.be/JZlOX_PnijY



A Associação Mineira de Cronistas Esportivos divulgou uma nota em defesa do jornalista:



A AMCE- ASSOCIAÇÃO MINEIRA DE CRONISTAS ESPORTIVOS vem a público conceder seu apoio incondicional ao seu associado Leonardo Gomides Freitas (Léo Gomide)  repórter da Rádio Inconfidência vitima de agressão verbal proferida pelo técnico Osvaldo Oliveira durante entrevista coletiva realizada  após a partida do Clube Atlético Mineiro e o Atlético do Acre.



O repórter Léo Gomide dentro da liberdade de imprensa fez o seu trabalho profissional com perguntas ao referido treinador que não gostou do questionamento. .



O fato aconteceu na presença de vários outros jornalistas que estavam cobrindo o evento e está sendo divulgado por toda mídia.



Para piorar ainda mais a lamentável situação, recebemos a informação que no desembarque da delegação do Clube Atlético Mineiro, o diretor de futebol do clube, Senhor Alexandre Gallo declarou que o repórter Léo Gomide está proibido de entrar nas dependências do clube para realizar seu trabalho profissional.



Tais atitudes, além de demonstrar falta de controle emocional por parte de dirigentes de  um dos maiores clubes do Brasil, demonstra também clara tentativa de cercear o trabalho jornalístico. 



Mais uma vez expressamos nosso veemente repúdio e indignação pelos fatos ocorridos e nos colocamos a inteira disposição do companheiro Léo Gomide por intermédio do nosso departamento jurídico para que os fatos sejam devidamente esclarecidos e resolvidos.



Esperamos que o triste episódio não venha manchar o bom relacionamento e o respeito que a impressa esportiva de Minas Gerais sempre manteve com o Clube Atlético Mineiro.



Reiteramos nossa solidariedade ao companheiro Léo Gomide e defendemos sempre a total liberdade de expressão e a independência de opinião dos profissionais da imprensa esportiva de Minas Gerais credenciados oficialmente por esta entidade.



Cordialmente,

Luiz Carlos Gomes

Presidente da AMCE

Belo Horizonte, 08 de fevereiro de 2018



FONTE: Itatiaia




leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Enquete
Você é a favor o fim do horário de verão?

Sim
2603 votos - 72.5%

Não
986 votos - 27.5%

facebook
publicidade
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados