menu
Sete Lagoas - MG | Whatsapp: 31 996167463
Mega Cidade
Sete Lagoas - MG
LITERATURA
CULTURA
CULTURA
LITERATURA
Postada em 11/04/2017 ás 16h47 - atualizada em 11/04/2017 ás 16h47
Escritora prepara lançamento de Vermillion
Bella Lagoreiro, 20 anos, representa uma nova geração de escritores e de ver o mundo
Escritora prepara lançamento de Vermillion

A escritora Bella Lagoreiro (Arquivo pessoal)

“Escrever, para mim, significa muita coisa. Escrever não é simplesmente dar voz aos sentimentos e expressar coisas belas através das palavras. Escrever é também tomar partido, é se posicionar e se engajar em causas, é criar novos mundos cheios de possibilidades e onde as pessoas podem se aventurar e, talvez, encontrar ali uma sensação de pertencimento. Todas essas eram e são necessidades minhas sempre que escrevo, e é só através da escrita que posso encontrar paz para essas questões dentro de mim.” Melhor definição não há para Bella Lagoreiro, escritora, por ela mesma. Aos 20 anos, prepara a estreia do livro Vermillion.



 



O lançamento da obra será no  dia 29 de abril, às 16h, na Câmara Municipal de Inhaúma. A publicação é da Editora Multifoco. Apesar de ser tão jovem, Bella relata que seu encontro com a literatura já começou em casa, “um hábito por influência do meu pai”, destaca. Desde então, sempre leu muito e, com o apoio da família e amigos, era presenteada com...livros! “Mas só comecei a ter uma relação mais estreita com a literatura e a escrever aos 13 anos”, diz Bella.



A obra -  Vermillion conta a história de Dório, um dominador, que assume a posição de Katrina depois de sua morte. Ela foi cruelmente assassinada e Dório, com a ajuda de Mariana, Joaquim e Ana, começa a investigar o crime, e durante essa investigação se desenrolam novos mistérios, um romance e muitas reflexões acerca da prática do sadomasoquismo e da sexualidade.



Qual sua expectativa?, indaga Megacidade.com a Bella Lagoreiro, a escritora. “A minha expectativa é de que minha obra seja difundida e conhecida pelo maior número possível de pessoas, e que elas possam adentrar no mundo que eu fui capaz de criar. Sei que o tipo de literatura que escrevo, de terror, tem fãs muito fiéis e engajados, e espero que eles possam acompanhar meus futuros trabalhos e se sintam representados por mim”, acentua.



 



Da Redação, por Caio Pacheco


leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Enquete
Você é a favor o fim do horário de verão?

Sim
732 votos - 68.9%

Não
331 votos - 31.1%

facebook
twitter
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados