menu
Sete Lagoas - MG | Whatsapp: 31 996167463
Mega Cidade
Sete Lagoas - MG
TRANSPORTE COLETIVO
GERAL
GERAL
TRANSPORTE COLETIVO
Postada em 30/05/2017 ás 17h29 - atualizada em 30/05/2017 ás 17h29
Usuários reclamam de serviço do Alternativo e Cooperseltta diz que busca melhorias
Diferentes passageiros queixaram do atendimento, mas a entidade diz que toma as providências que lhes são cabíveis
Usuários reclamam de serviço do Alternativo e Cooperseltta diz que busca melhorias

Usuários queixam, Cooperseltta diz que toma medidas

No final da noite de ontem (29) o site Megacidade.com recebeu reclamações de usuários do transporte coletivo municipal, referentes à prestação de serviços de algumas linhas do Alternativo. Diante das reclamações, a reportagem fez contato com o presidente da Cooperseltta, Itamar Fernandes Vieira para esclarecimento dos fatos.



 



Foram  apresentadas a Itamar Vieira várias questões. Para conhecimento tanto dos leitores quanto dos permissionários, o Megacidade.com sintetizou a relação de reclamações feitas. Uma delas é como o usuário pode prestar queixa e a quem quando se sente mal atendido. A maioria dos usuários queixou-se da falta de urbanidade.  A linha Alvorada foi apontada por mais de uma pessoa. Elas reclamaram da “falta de educação” de uma trocadora por eles identificada como Rosa. Outro problema apresentado foi em relação ao tratamento dispensado a idosos e pessoas com necessidades especiais, sendo que, em alguns casos, há suspeição quanto à validade do prazo da carteira que garante a gratuidade às pessoas.



Há, também, queixa quanto ao comportamento de cobradora que, sob o ponto de vista do usuário, não teve a devida atenção para uma idosa quando ela foi mostrar-lhe a carteirinha. Segundo o usuário, a cobradora não quis olhar a carteira e já teria perguntado se o documento não estava com a validade vencida, sendo que o tom de voz empregado foi de grosseria.



De acordo com uma usuária de certa idade, uma trocadora da linha Alvorada, ao vê-la conferir o troco, teria lhe feito a seguinte pergunta, em tom irônico: "você me deu 5,00, ta ai certinho seu troco 1,70 certinho, se você não sabe a lotação agora é 3,30".



Este episódio foi testemunhado pela  irmã da senhora, que também se queixou da funcionária da linha Alvorada sobre falta de educação, uma vez que ela estava aguardando o troco e teria recebido a seguinte informação: para que ela esperasse porque ela não era boba, sabia o quanto tinha ela tinha de voltar de troco. A usuária entendeu o caso como falta de educação.



Por fim, uma usuária identifica a trocadora como Rosa e outra pessoa, um homem, diz que já dirigiu com ela, mas que não adianta reclamar, pois ela trabalha para "o povo da Catarina, apesar do carro ser do Alvorada e nem os donos discutem com ela."



Nota oficial da Cooperseltta – Para exercer a boa prática do Jornalismo, isto é, ouvir as duas partes envolvidas, a reportagem do Megacidade.com pediu à Presidência da entidade esclarecimentos. A seguir, a íntegra do documento enviado pela Cooperseltta ao Megacidade.com.



 



 



 



 



Nota Oficial



 



A Cooperseltta lamenta os fatos relatados na publicação desta matéria e vêm a público esclarecer a seguinte situação:



Hoje a Cooperseltta atua sobre os seus cooperados através de um Regimento Interno, notificando e penalizando o cooperado quando constatado ou mesmo reincidente em situação de desacordo na prestação do serviço. Além da fiscalização interna, o permissionário é legalmente fiscalizado pela prefeitura municipal de Sete Lagoas através da Secretaria de Trânsito (Seltrans) conforme a lei 6595 de 2001 (Regulamentada pelo decreto 2726 de 2002) que diz em seu quadragésimo quaro artigo:



Art.44- Cabe à PMSL através da SELTRANS exercer em caráter permanente, o controle e a fiscalização do STPA/SL, intervindo quando e da forma que se fizer necessária, para assegurar-lhes continuidade e padrões fixados. § 1º - As atividades de controle e fiscalização serão exercidas pela SELTRANS e as determinações decorrentes serão consubstanciadas em atos formais;



O usuário que se sentir insatisfeito com o serviço prestado por um veículo do transporte Alternativo, deve entrar em contato com o centro de fiscalização da Cooperseltta no Terminal Urbano presencialmente ou, pelos telefones 3771- 7774 e 3773-0598 e também pelo e-mail: contato.cooperseltta.com.br. É muito importante que a pessoa colha o máximo de informações do veículo, linha, número do carro, horário e local.



A Cooperseltta reitera seu apoio à população e já está tomando as medidas administrativas cabíveis referentes ás denúncias apresentadas pelo site.



 



Sempre à disposição,



 



Geraldo Itamar Fernandes Vieira



Diretor Presidente




leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Enquete
Você é a favor do UBER em Sete Lagoas?

Sim
1421 votos - 82.3%

Não
256 votos - 14.8%

Não sei
22 votos - 1.3%

Não tenho opinião formada
15 votos - 0.9%

Talvez
13 votos - 0.8%

facebook
twitter
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados