menu
Sete Lagoas - MG | Whatsapp: 31 996167463
Mega Cidade
Sete Lagoas - MG
CRIME
POLÍCIA
POLÍCIA
CRIME
Postada em 05/09/2017 ás 14h46 - atualizada em 06/09/2017 ás 10h48
Identificadas as vítimas do duplo homicídio no Interlagos
Investigações vão apurar qual relacionamento havia entre eles
Identificadas as vítimas do duplo homicídio no Interlagos

Márcia e Max foram assassinados a golpes de faca

O duplo homicídio descoberto nesta terça-feira (5), na rua Baependi, bairro Interlagos, em Sete Lagoas, pode ter sido praticado no sábado. Até o momento a polícia investiga quem matou a facadas Márcia Tavares Abreu, 56 anos e Max Gomes de Almeida ,32 anos. A princípio, eles eram apenas vizinhos. Mas as investigações serão feitas para saber que tipo de relacionamento eles tinham. Segundo familiares de uma das vítimas, Márcia teria telefonado para Max e pedido para ele ir com urgência à casa dela, no sábado à noite. Teria sido a última vez que ambos foram vistos. Na terça-feira pela manhã, um dos vizinhos sentiu a ausência de Márcia e, pelo muro da casa dela, viu manchas de sangue em uma das dependências da casa. Daí, acionou a polícia.



Márcia era conhecida como agenciadora de modelos em Sete Lagoas há  mais de dez anos e, ultimamente, passou a ser dependente química. Ela e Max foram encontrados sem vida, com perfurações feitas, provavelmente, com faca. A motivação e a autoria do duplo assassinato estão sendo apurados.



Uma fonte revelou que Max  já estava em estado de decomposição, pois desde sábado estavam  (Max e Márcia) mortos. (Ele) foi achado hoje devido ao mal cheiro, relata o parente, que diz que Max foi morto a  facadas, assim como Márcia..  Além disso o assassino fugiu com o carro da vítima, roubando a televisão da casa, celular e outros objetos ainda não identificados. Outro caso, ocorrido já dois anos - completará nesta quarta-feira, 6 de setembro - abalou a família de Max, quando uma pessoa de sua família foi morta também no bairro Interlagos



O carro de Márcia também foi roubado. Até o fechamento desta reportagem, nenhum nome suspeito de ter cometido o crime foi relevado pela polícia.




leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Enquete
Você é a favor o fim do horário de verão?

Sim
179 votos - 71.0%

Não
73 votos - 29.0%

facebook
twitter
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados