menu
Sete Lagoas - MG | Whatsapp: 31 996167463
Mega Cidade
Sete Lagoas - MG
SETOR FARMACÊUTICO
ECONOMIA
ECONOMIA
SETOR FARMACÊUTICO
Postada em 24/11/2017 ás 13h29 - atualizada em 24/11/2017 ás 13h37
Ompi inaugura em Sete Lagoas sua 1ª planta no continente e promete gerar 200 empregos
Fábrica recebeu investimento de R$ 115 milhões e foi erguida em tempo recorde
Ompi inaugura em Sete Lagoas sua 1ª planta no continente e promete gerar 200 empregos

Foto: Uarlen Valério

De olho no mercado farmacêutico brasileiro, que promete ser o quinto maior do mundo em 2019, conforme o vice-presidente do Stevanato Group, Marco Stevanato, foi inaugurada nessa quinta-feira (23), em Sete Lagoas (região Central do Estado), a fábrica da Ompi – que produz embalagens farmacêuticas de vidro. “Temos área suficiente para dobrar de tamanho, o que vai depender da demanda”, disse ele.



A planta é a primeira da empresa na América do Sul. O investimento foi de 30 milhões (cerca de R$ 115 milhões).



O presidente do grupo, Sergio Stevanato, explicou que a unidade, além de atender primordialmente o mercado doméstico, com cerca de 75% da produção, irá abastecer países do Mercosul.



O vice-presidente ressaltou que faz parte da estratégia do grupo estar perto dos clientes, reduzindo com isso os riscos de problemas no fornecimento. Um dos principais clientes é a Novo Nordisk, que tem fábrica de insulina em Montes Claros (Norte do Estado).

Para ele, apesar da crise econômica brasileira, o país é um mercado com potencial para crescer dois dígitos. “A classe média está crescendo e a população está envelhecendo, o que requer ainda mais cuidados com a saúde”, analisa.



O executivo destacou que a unidade, que faz parte do conglomerado italiano Stevanato Group, foi construída em tempo recorde: 14 meses. “Eu mesmo fiquei surpreso com a velocidade da conclusão da fábrica”, observou. A planta está em funcionamento desde agosto deste mês. Atualmente, são produzidas 1 milhão de ampolas e cartuchos por dia. No próximo ano, deve ser iniciada a produção de frascos para medicamentos.



Empresa promete gerar 200 empregos



Até o momento, a Ompi emprega 120 pessoas e, conforme o vice-presidente, Marco Stevanato, até o fim de 2018, o quadro de funcionários deve chegar a 200. Nesse período, a capacidade de produção de ampolas, frascos e cartuchos vai chegar a 300 milhões de unidades por ano.



Neste exercício, estão operando sete linhas de produção. Em 2018, o número deve passar para 14. “No fim da primeira fase, serão 21 linhas”, adiantou.



A empresa que, nos últimos dez anos, ampliou sua atuação internacional, com fábricas na Eslováquia (2005), México (2008) e China (2014), além dos empregos gerados em Sete Lagoas, vai movimentar a economia local, já que, conforme ele, a intenção é comprar tudo o que for possível na cidade. A Ompi é uma das três maiores empresas do setor no mundo.



Por Juliana Gontijo, OTempo





 



 


leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Enquete
Você é a favor o fim do horário de verão?

Sim
1533 votos - 70.1%

Não
655 votos - 29.9%

facebook
publicidade
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados