menu
Sete Lagoas - MG | Whatsapp: 31 996167463
Mega Cidade
Sete Lagoas - MG
ANIMAIS NAS ESTRADAS
CIDADES
CIDADES
ANIMAIS NAS ESTRADAS
Postada em 27/11/2017 ás 15h15 - atualizada em 27/11/2017 ás 15h15
Cuidado com animais na pista!
Segundo estimativas, em 75% dos casos, o atropelamento de animais resulta em acidente grave, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal.
Cuidado com animais na pista!

Animais fujões representam problemas nas estradas, uma vez que ocasionam sério risco ao trânsito. Vários acidentes com prejuízo aos condutores, devido aos danos físicos e até mesmo casos de morte, são causados por acidentes de batidas em bois, cavalos e outros animais que vão para as margens de rodovias. Em caso de animais de grande porte, quando motoristas ou passageiros não se machucam, o dano ao veículo é inevitável.



Na manhã desta segunda-feira (27), bois pastavam tranquilamente ao lado da pista na saída de Cachoeira da Prata para Fortuna de Minas. Infelizmente é bastante frequente a ocorrência de animais de grande porte no trecho entre Prudente de Morais e Matozinhos, na saída de Sete Lagoas para a Iveco e nas proximidades de Jequitibá.





Portanto, é preciso que proprietários de animais tenham a devida consciência da gravidade da problemática e cuidem deles, a fim de evitar fugas e acidentes nas estradas que levam a danos incalculáveis à vida humana.



Segundo estimativas, em 75% dos casos, o atropelamento de animais resulta em acidente grave, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal. Apesar de placas de sinalização e a fiscalização de concessionárias de rodovias, departamentos de trânsito e polícia, o número de acidentes de trânsito envolvendo animais é grande no Brasil.





Na maioria dos casos, os atropelamentos envolvem animais de pequeno e grande porte, tais como cães, gatos, bois, vacas e cavalos. A recomendação é que em caso de haver um animal de grande porte na estrada, o motorista deve desacelerar e frear levemente, a fim de desviar do animal (que pode ser vaca, boi ou cavalo), mas sempre por trás dele.



No caso de animais de pequeno porte, infelizmente, a recomendação dos especialistas  que não se evite a colisão, pois o desvio brusco pode provocar um acidente grave, colocando a vida das pessoas a bordo ou de terceiros em risco. Se a velocidade for baixa, o desvio rápido pode ser feito, mas em rodovias e vias de trânsito rápido, o risco de acidente é bem maior.





Da Redação com Revisa Quatro Rodas




leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Enquete
Você é a favor o fim do horário de verão?

Sim
1560 votos - 70.2%

Não
661 votos - 29.8%

facebook
publicidade
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados