menu
Sete Lagoas - MG | Whatsapp: 31 996167463
Mega Cidade
Sete Lagoas - MG
LATROCÍNIO
POLÍCIA
POLÍCIA
LATROCÍNIO
Postada em 03/12/2017 ás 20h57 - atualizada em 03/12/2017 ás 21h14
Criminoso baleado durante assalto em Sete Lagoas usava nome falso e tem extensa ficha criminal
O crime chocou a população setelagoana
Criminoso baleado durante assalto em Sete Lagoas usava nome falso e tem extensa ficha criminal

Imagem do local do crime

Diogo Gonçalves Souza, 30 anos, matou o agente penitenciário Wellington Junior e foi baleado na perna durante o assalto no bairro São Cristovão em Sete Lagoas, natural de Belo Horizonte Diego possui extensa ficha criminal. Mais de dez boletins de ocorrência já foram registrados em seu desfavor, nos crimes de homicídio, falsificação de documentos entre outros.



O crime comoveu familiares e amigos de Wellington Junior, que deixou esposa e filhos. Durante o dia circulou mensagens nas redes sociais informando a prisão dos outros envolvidos, informação ainda não foi confirmada pela Polícia.



Relembre o caso:



O latrocínio aconteceu na tarde deste sábado (02), por volta das 16h, na Rua Zito Guiscem, Bairro São Cristóvão em Sete Lagoas. No local funcionava o ponto de acerto de vendas de titulo de capitalização “Centro Oeste Cap”. Dois indivíduos adentraram a residência no intuito de cometer o assalto, momento em que o agente penitenciário Wellington de Souza Teles Junior, 40 anos, sacou a arma para revidar o assalto iniciando a troca de tiros com os criminosos. Wellington foi atingido e veio a óbito no local, o criminoso que estava usando documento falso foi atingido por dois disparos na perna, socorrido e encaminhado ao Hospital Municipal.



Os autores chegaram ao imóvel a pé, o segundo individuo conseguiu fugir e é suspeito de roubar a arma do agente penitenciário durante a ação criminosa, tendo em  vista que a perícia encontrou apenas uma arma na residência e a pistola encontrada não era a arma registrada em nome de Wellington.



A perícia da Polícia Civil constatou quatro perfurações no corpo de Wellington, uma no tórax, uma no ombro direito, uma nas axilas e uma na perna direita, foram recolhidos uma Pistola calibre 380, nove estojos calibre 380, uma algema e pertences pessoais do agente penitenciário.



Welington Junior era Agente Penitenciário do Estado de Minas Gerais, ele teria ingressado como servidor do Estado no ano de 2013 através de concurso público.




FONTE: Da redação
leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Enquete
Você é a favor o fim do horário de verão?

Sim
1560 votos - 70.2%

Não
661 votos - 29.8%

facebook
publicidade
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados