menu
Sete Lagoas - MG | Whatsapp: 31 996167463
Mega Cidade
Sete Lagoas - MG
TEMPO
GERAL
GERAL
TEMPO
Postada em 04/12/2017 ás 17h55 - atualizada em 04/12/2017 ás 17h55
Defesa Civil de MG alerta população sobre riscos das chuvas
Minas terá muitas áreas de instabilidade e ocorrência de chuvas, registra a Defesa Civil
Defesa Civil de MG alerta população sobre riscos das chuvas

Entre 2 de outubro e 1º de dezembro, cinco pessoas morreram em Minas Gerais em virtude das chuvas. Em Belo Horizonte, um homem de 37 anos, Fábio Teixeira Magestes faleceu depois que uma árvore caiu sobre o seu carro, um táxi. Em Uberaba, duas vítimas fatais: Laurinete Ribeiro da Silva , 41, e José Everaldo da Silva, 36, faleceram por terem sido atingidos por descargas eletréticas na zona rural. Em Perdizes, uma criança de apenas 6 anos de idade perdeu a vida: F.L.S.P., vítima de afogamento. Em Ribeirão das Neves, uma idosa ainda não identificada morreu aos 80 anos após ter a sua casa alagada durante a madrugada do dia 1º de dezembro, apesar das tentativas do SAMU e do Corpo de Bombeiros em salvá-la.



Até o momento, os registros mais críticos são em Belo Horizonte, Perdizes, Vespasiano, Ribeirão das Neves, Rio Casca, Piedade de Ponte Nova, Santa Cruz do Escalvo e Ucrânia.



Na capital mineira, A forte chuva que atingiu Belo Horizonte nas últimas 24 horas provocou o transbordamento de alguns córregos, alagamento de vias, quedas de muro e árvores. A Defesa Civil Municipal registrou 108 ocorrências. A de maior gravidade foi a queda parcial de uma residência localizada no bairro Minas Caixa na qual três pessoas sofreram ferimentos leves. A CEDEC acompanha a evolução das chuvas no Estado.



Em Perdizes, a  Polícia Militar informou que por volta das 16h40 a criança F. L. S. P. de seis anos de idade havia caído em um bueiro e sido arrastada pela enxurrada. O fato ocorreu às margens da rodovia MGC462, perímetro urbano do município de Perdizes. Testemunhas informaram que duas crianças brincavam às margens da rodovia, em uma vala por onde corria água de chuva, quando a vitima foi arrastada pela enxurrada para o interior do bueiro. A criança foi localizada sem vida aproximadamente 300 metros do local onde caiu no bueiro. O corpo foi encaminhado a Santa Casa de Misericórdia de Perdizes e removido ao IML de Araxá para exame de necropsia. O município está localizado na região do Alto Paranaíba, não possui Compdec.



Em Vespasiano, O Corpo de Bombeiros Militar foi solicitado rua 4, nº 56, bairro Novo Horizonte por uma testemunha, Adriano, que  informou que seu parente  Júlio, ao perceber o vertedouro da lagoa do Morro Alto estava cheio,  deslocou até o local na tentativa de apanhar alguns peixes. Neste  momento Júlio  teria se desiquilibrado e caído no vertedouro que desagua em e uma de aproximadamente 200 metros de extensão. Os Militares realizaram buscas no local, contudo não conseguiram localizar o homem. As buscas foram retomadas hoje pela manhã.



Em Ribeirão das Neves, O Corpo de Bombeiros Militar compareceu à Rua Walter José de Oliveira, nr 271, bairro Pedra Branca, em Ribeirão das Neves, residência da vítima identificada apenas como “Joanita”, de aproximadamente 80 anos, que teve sua casa alagada e não conseguindo sair do imóvel, veio a óbito por afogamento. Ela foi encontrada pelos Militares do Corpo de Bombeiros e equipe do SAMU, já sem vida no interior do imóvel.



Em Rio Casca, A Polícia Militar informou que as intensas chuvas que atingiram o município nas últimas horas diversas vias da localidade ficaram alagadas e ficaram inacessíveis. Foi registrada ainda, a queda de uma ponte na área Central do município, aonde o nível das águas chegou a aproximadamente 2,10 metros de altura. Toda a área comercial foi atingida pela força das águas. Por volta das 12h30mim, após novo contato com a Polícia Militar, fomos comunicados que as águas já haviam baixado para 1,5 metros, contudo, estavam com falta de energia em alguns bairros, assim como o acesso à internet. Uma equipe de técnicos da Cedec e do CBMMG, através do BEMAD, foram enviados para o local.



Em Santa Cruz do Escalvo, O Coordenador Municipal de Proteção e Defesa Civil comunicou que a chuva de ontem a provocou inundação em grande parte da cidade. As águas do Ribeirão Escalvado saíram de sua calha aproximadamente 2,60 metros, submergindo algumas residências. Diversas famílias ficaram ilhadas e foram retiradas por funcionários da Prefeitura e PMMG.



Em Ucrânia, – O prefeito da localidade, Sr. Frederico (31) 98636-2779, informou, que devido à incidência das chuvas na região, ocorreram diversos deslizamentos de terra em muitas áreas de encostas. Não houve registro de vítimas em decorrência do evento. A Administração Municipal está contabilizando os danos e prejuízos.



Em Sete Lagoas não há nenhum registro  de vítimas. Em caso de urgência, ligue 193 para o Corpo de Bombeiros.




leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Enquete
Você é a favor o fim do horário de verão?

Sim
1537 votos - 70.1%

Não
656 votos - 29.9%

facebook
publicidade
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados