menu
Sete Lagoas - MG | Whatsapp: 31 996167463
Mega Cidade
Sete Lagoas - MG
GOLPE
POLÍCIA
POLÍCIA
GOLPE
Postada em 05/12/2017 ás 15h36 - atualizada em 05/12/2017 ás 16h05
Funcionário do Colégio Tiradentes usa nome da instituição para aplicar golpes em Sete Lagoas
Christian Andrade Miranda foi demitido pelo comandante do Colégio Tiradentes por cometer fraude ao usar indevidamente o nome da instituição
Funcionário do Colégio Tiradentes usa nome da instituição para aplicar golpes em Sete Lagoas

Christian Andrade Miranda foi demitido pelo Colégio Tiradentes

Comerciantes da cidade acionaram a polícia depois que o funcionário civil Christian Andrade Miranda estaria usando indevidamente o nome do Colégio Tiradentes da Polícia Militar de Minas Gerais, em Sete Lagoas, para obter vantagens financeiras em estabelecimentos comerciais. Os casos foram registrados nesta segunda-feira (4).



Policiais estiveram em vários estabelecimentos comerciais, segundo informações. Christian estaria usando o argumento de que  o Colégio Tiradentes estava arrecadando dinheiro para apoiar a campanha Papai Noel dos Correios, que atende a crianças carentes. No entanto, o Colégio Tiradentes não está pedindo apoio ao comércio, ao contrário do que diz o homem, que já foi expulso da Polícia Militar de Minas Gerais e perdeu, também, o cargo de agente penitenciário, segundo informações apuradas. O comandante do Colégio Tiradentes, major Marcelo Leandro Freitas informou que Christian já foi do curso de formação de soldados, mas não tem conhecimento de que ele foi expulso. Também em relação a Crhistian ter sido exonerado do serviço público quando era agente penitenciário, major Freitas desconhece o fato, se ele realmente teria sido exonerado.



Fraude - Sempre uniformizado, Christian pedia o apoio de comerciantes para o Colégio Tiradentes ajudar a campanha Papai Noel dos Correios. Em um estabelecimento, recebeu R$ 10,00. Em outra empresa, há cerca de um mês, ele também apresentou o mesmo argumento e recebeu R$ 50,00 em dinheiro. Já em outra firma, ele convenceu a comerciante a doar R$ 20,00. Em um dos lugares em que Christian esteve, toda a ação foi filmada. O comerciante colocou as imagens à disposição das autoridades para confirmação do fato.



Demissão -  Os atos praticados por Christian provocaram  sua demissão do quadro de funcionários civis do Colégio Tiradentes da Polícia Militar de Minas Gerais, unidade Sete Lagoas. A informação é do comandante da instituição, major  Marcelo Leandro Freitas. Ao contrário do que Christian dizia a comerciantes, o Colégio Tiradentes não faz esse tipo de campanha, isto é, angariar recursos financeiros para apoiar causas como a campanha Papai Noel dos Correios. O comandante informou ao Megacidade.com que, em razão de sua conduta, além da demissão do colégio, o caso de Christian foi objeto de Boletim de Ocorrência (B.O.) e encaminhado para a Polícia Civil instaurar inquérito que apure as responsabilidades criminais pelos atos do ex-funcionário.



Além dessas medidas administrativas e judiciais, o Colégio Tiradentes em Sete Lagoas, por seu comandante, emitiu a seguinte Nota Oficial. Veja:



COLÉGIO TIRADENTES DA PMMG



UNIDADE: SETE LAGOAS



NOTA DE ESCLARECIMENTO



O comando do Colégio Tiradentes da Polícia Militar de Minas Gerais – CTPM, Unidade de Sete Lagoas, comunica a toda comunidade que a Instituição não está realizando nenhuma campanha de arrecadação de dinheiro para campanha de Natal. Portanto, caso recebam alguma pessoa que se apresente como funcionário ou representante do CTPM solicitando doações, de imediato entre em contato com a Escola, através do Tel: 3776.7986 ou acione uma Guarnição da Polícia Militar através do 190.



“Colégio Tiradentes da Polícia Militar de Minas Gerais,    Formando Cidadãos para o futuro”.




leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Enquete
Você é a favor o fim do horário de verão?

Sim
1560 votos - 70.2%

Não
661 votos - 29.8%

facebook
publicidade
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados