Domingo, 14 de Abril de 2024
26°

Tempo limpo

Sete Lagoas, MG

Esportes Laudo

Morte de jovem após encontro com jogador sub-20 do Corinthians foi causada por ruptura em região genital, diz laudo

Atestado de óbito emitido pelo Hospital Municipal do Tatuapé indica lesão em região entre o útero e o reto. IML fará exames complementares

02/02/2024 às 17h28
Por: Redação Fonte: Mega Cidade com O Globo
Compartilhe:
Lívia Gabriele da Silva Matos morreu após encontro com jogador da base do Corinthians — Foto: Reprodução / instagram
Lívia Gabriele da Silva Matos morreu após encontro com jogador da base do Corinthians — Foto: Reprodução / instagram

O atestado de óbito de Lívia Gabriele da Silva Matos, de 19 anos, indica que a jovem morreu em decorrência de uma ruptura em região genitalLívia morreu na noite de terça-feira após encontro com Dimas Cândido Filho, jogador do sub-20 do Corinthians.

Qual foi a causa da morte de jovem?

O documento emitido pelo Hospital Municipal do Tatuapé foi obtido pelo g1 e informa que foi constatada uma "rutura (sinônimo de ruptura) de fundo de saco de Douglas com extensão à parede vaginal esquerda".

O Instituto Médico Legal (IML) ainda realizará esses exames complementares no corpo da jovem que poderão indicar a causa dessa ruptura numa região que fica na parte baixa do abdômen, entre o útero e o reto.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o caso ocorreu por volta das 21h30 de terça-feira, no Tatuapé, Zona Leste de São Paulo, onde o jogador das categorias de base do Corinthians tem um apartamento.

Testemunhas informaram à polícia que a mulher estava com muito sangramento nas partes íntimas, e que ela havia passado mal e desmaiado quando estava na casa do atleta. Ela morreu no hospital, após quatro paradas cardíacas.

 

Qual a relação entre o jogador e a jovem?

 

De acordo com o boletim de ocorrência, Dimas disse aos policiais que ele havia conhecido Lívia pelo Instagram, e que se encontraram pela primeira vez em seu apartamento na noite de terça. Ele disse que os dois não fizeram uso de entorpecentes nem de bebida alcoólica, e quando estavam tendo relações sexuais, ela começou a "se sentir mal, apresentando sangramento na vagina e desmaiou".

 

Quais medidas de primeiros socorros foram tomadas pelo jogador?

 

Ele então ligou para o Samu, que o orientou a fazer massagens cardíacas e a prestar os primeiros socorros. Quando o Samu chegou, a mãe da menina foi avisada que eles estavam indo para o Hospital Tatuapé. O jogador acompanhou a moça na ambulância. Cerca de 20 minutos depois que ela chegou ao hospital, o médico chamou os pais da jovem e informou que ela havia morrido.

Como a mulher tinha muitas fissuras na vagina e sangramento, a Polícia Militar foi acionada. Dimas foi até seu apartamento junto com os policiais, porque estava sem camisa e sem documentos. Chegando lá, os policiais viram sangue no chão, toalhas e lençóis sujos de sangue e que a cama havia sido movida.

 

O pai da vítima, Rubens Chagas Matos, é policial militar da reserva e disse que sua filha era estudante de enfermagem e vivia com a família. Segundo ele, era por volta de 17h30 quando Lívia disse que iria com uma amiga a um restaurante para assistir ao jogo do Corinthians contra o São Paulo. Por volta das 19h40, ele recebeu uma ligação do celular da filha: era uma enfermeira do Samu avisando que a jovem estava sendo levada ao hospital.

 

'Nenhuma preocupação ou sentimento por sua filha'

 

O pai disse que conheceu Dimas quando chegou ao hospital, que lhe contou o que havia ocorrido. Segundo Rubens, o jogador teria dito que havia ligado para seu pai, que morava em Minas Gerais, que comprou uma passagem para que Dimas fosse até Minas às 23h. O pai disse aos policiais que falou ao jogador para ele permanecer no local e que, em sua visão, Dimas não esboçou “nenhuma preocupação ou sentimento por sua filha”, e os dois “chegaram inclusive a se desentender no hospital por esse motivo”.

Rubens ainda disse que, ao conversar com os médicos, não ficou claro se o corte na vagina de sua filha foi provocado pelo atrito do ato sexual ou por algum objeto, por isso propôs o encaminhamento do corpo para o IML. Ele ainda destacou que sua filha “não fazia uso de nenhum tipo de substância entorpecente nem tinha o costume de ingerir bebida alcoólica”.

O caso inicialmente foi registrado no 30º DP, no Tatuapé, mas acabou remetido para a 5ª Delegacia da Mulher (DDM), no Parque São Jorge, Zona Leste da capital, que está responsável pelas investigações.

Em nota, o Sport Club Corinthians Paulista informou que "está ciente dos acontecimentos que envolveram um de seus atletas da base, aguarda a investigação dos fatos e está à disposição para colaborar com as autoridades e as famílias".

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Sete Lagoas, MG Atualizado às 11h07 - Fonte: ClimaTempo
26°
Tempo limpo

Mín. 16° Máx. 26°

Seg 24°C 16°C
Ter 26°C 16°C
Qua 27°C 17°C
Qui 27°C 19°C
Sex 23°C 18°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes