Sexta, 07 de Maio de 2021
31 99616-7463
Cidades Coronavírus

Defensor da cloroquina, prefeito de Vitória da Conquista morre de COVID-19

Herzem Gusmão (MDB) estava internado no Hospital Sírio-Libanês, na capital paulista

19/03/2021 16h28
Por: Redação Fonte: Mega Cidade com Estado de Minas
Herzem Gusmão (MDB), prefeito de Vitória da Conquista (foto: Reprodução/Instagram)
Herzem Gusmão (MDB), prefeito de Vitória da Conquista (foto: Reprodução/Instagram)

Entre as mais de 2.659 vítimas da COVID-19 em 24h dessa quinta-feira (18/3) está o prefeito de Vitória da Conquista (BA), Herzem Gusmão (MDB). Ele morreu no Hospital Sírio-Libanês, na capital paulista, após complicações da doença. O político, de 72 anos, era defensor do tratamento precoce sem comprovação científica da eficácia, como cloroquina, ivermectina e azitromicina.

Herzem Gusmão (MDB) lutava contra a ação do coronavírus desde 7 de dezembro, quando foi infectado e passou a receber os primeiros cuidados médicos em casa.

Ele apresentou uma piora e precisou ser internado no Hospital Samur, em Vitória da Conquista. Com o pulmão cada vez mais comprometido, ele foi transferido para o hospital em São Paulo, onde disse em um áudio que iria para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Horas depois, ele morreu devido às complicações da doença.

 

Continua depois da publicidade

Em nota, a assessoria do prefeito lamentou a morte. “É com o mais profundo pesar que informamos a morte do prefeito Herzem Gusmão”. Na publicação, o prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), afirmou que a Bahia perde “uma das grandes figuras públicas”. Pelo Twitter, o governador Rui Costa (PT) também prestou solidariedade à família de Herzem.

 

Continua depois da publicidade

O gestor deixa a esposa, três filhos e um neto.

Continua depois da publicidade

 

Continua depois da publicidade

Tratamento Precoce

Herzem era publicamente favorável ao tratamento precoce. Em julho de 2020, o prefeito publicou um vídeo em suas redes sociais dizendo que solicitou ao governo federal o envio da hidroxicloroquina para a cidade, já que a ivermectina e a azitromicina a própria prefeitura faria a compra dos medicamentos.

 

Continua depois da publicidade

“Em defesa da autonomia médica e do acesso aos medicamentos, formamos um comitê de estudos para viabilizar o tratamento precoce e encaminhamos o pedido dos médicos conquistenses ao Ministério da Saúde. Estamos aguardando o envio das medicações solicitadas para garantir à população e aos profissionais de saúde mais um recurso no combate ao coronavírus.”

 

 

 

Continua depois da publicidade

 

Continua depois da publicidade

 

Continua depois da publicidade

Ver essa foto no Instagram

 

Continua depois da publicidade

 

 

Continua depois da publicidade

 

Continua depois da publicidade

 

 

Continua depois da publicidade

 

 

Continua depois da publicidade

 

Continua depois da publicidade

 

 

Continua depois da publicidade

Uma publicação compartilhada por Herzem Gusmão (@herzemgusmao)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.