Sexta, 03 de Dezembro de 2021
31 99616-7463
Polícia Homicídio

Homem narra homicídio de dentista no interior de Minas: 'Ele agonizava'

Crime ocorreu no último domingo, entre Itaverava e Conselheiro Lafaiete; latrocínio é principal suspeita

23/11/2021 15h12
Por: Redação Fonte: Mega Cidade com Itatiaia
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Com frieza e algemado na parte de trás de uma viatura policial, um homem admitiu ter cometido um homicídio entre Itaverava e Conselheiro Lafaiete, na região Central de Minas Gerais. Outro suspeito também foi detido pelo crime, cometido no último domingo (21).

A vítima é o dentista José Clara Miranda. O corpo localizado nessa segunda-feira (22). Zezinho, como era conhecido, era natural de Rio Espera e tinha uma filha. Ele trabalhava no Centro de Lafaiete.

"Eu dei três machadadas. Quando eu vi que ele caiu no chão, eu voltei e ele ainda estava vivo, rastejando no chão. Eu acabei de desferir as machadas e matei ele. A última foi nas costas. Ele agonizava igual a um porco", declarou o homem preso. 

Continua depois da publicidade

Latrocínio, roubo seguido de morte, é a principal linha de investigação, conforme a delegada de Homicídio e Proteção à Pessoa em Conselheiro Lafaiete, Elenita Píramo. Familiares perceberam falta de objetos. Entre eles, uma mochila usada com frequência pela vítima. 

O carro de José Miranda também foi levado e recuperado após ser abandonado  no bairro Linhazinha. 

O corpo de José Santa Clara Miranda é valado na Capela Velório, em Rio Espera. O sepultamento deve ocorrer no final da tarde desta terça-feira (23). 

Continua depois da publicidade

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.