Quarta, 19 de Janeiro de 2022
31 99616-7463
Cidades Tremor

Terra volta a tremer em Divinópolis menos de 72h após 1º abalo sísmico

Nova trepidação, conforme o Centro de Sismologia da USP, ocorreu nesta quinta-feira por volta das 15h30

14/01/2022 08h46
Por: Redação Fonte: Mega Cidade com O Tempo
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Menos de 72 horas após sentir um abalo sísmico, a terra voltou a tremer em Divinópolis. Desta vez, conforme o Centro de Sismologia da Universidade Federal de São Paulo (USP), o tremor teve magnitude de 2.9 e foi registrado às 15h31 desta quinta-feira (13). O abalo é classificado como baixo e, por isso, não houve registro de ocorrências por causa da trepidação. 

"O epicentro (20.13°S , 44.83°W) está bem próximo à cidade, por isso acaba sendo bem sentido na região. Lembrando que nossa estação mais próxima está a 100 km de distância (Bom Sucesso/MG), portanto a localização do epicentro tem uma incerteza de 5 à 10km", explicou o Centro de Sismologia.

De acordo com os especialistas da USP, "pequenos tremores de terra podem ocorrer em qualquer lugar do Brasil, e se devem à movimentação em falhas ou fraturas geológicas na crosta terrestre".

Continua depois da publicidade

O primeiro tremor aconteceu na segunda-feira (10), às 20h13, e teve magnitude 3.0. Uma magnitude 3 corresponde a movimentação de poucos milímetros numa fratura de 300 metros de comprimento que pode estar a alguns km de profundidade. "A movimentação nessas fraturas se dá devido às pressões geológicas a que a crosta terrestre está submetida".

De acordo com a USP, "não há como prever a evolução da atividade sísmica, mas a chance de ocorrer novos tremores com magnitudes maiores é pequena".

Abalos em Minas

Pequenos tremores em Minas são mais frequentes do que a média brasileira. O Centro Sismologia explicou que, no passado, já ocorreram tremores de magnitude de até quase 5 no Estado, principalmente na região Norte.

Continua depois da publicidade

Conforme levantamento do Centro de Sismologia, em São Francisco, em 1931, o sismo foi de magnitude 4.9, mesma intensidade de Itacarambi, em 2007. Já em Montes Claros, em 2012, o tremor foi de 4.

"Sismos acima de 4, como esses anteriores, podem causar pequenos danos em algumas casas (trincas em paredes, queda de reboco e de telhas)", explicou o órgão da USP.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.