Sábado, 22 de Junho de 2024
26°

Tempo nublado

Sete Lagoas, MG

Tecnologia Copo Stanley

Carnaval e Copo Stanley combinam?

11/02/2023 às 10h56
Por: Redação Fonte: Mega Cidade com Itatiaia
Compartilhe:
Instagram/Reprodução
Instagram/Reprodução

Carnaval, sol, calor, muito tempo à beira da piscina, no clube, na praia, no churrasco... Nessas situações, uma bebida gelada para se refrescar cai muito bem! Aí você se pergunta: aquele copo térmico, que foi hit do Natal e das férias de verão, aguenta o sol inclemente desse período de carnaval?

Aguenta sim, mas com algumas condições. Para falar sobre elas, a reportagem buscou a ajuda de um físico para desvendar a Ciência existente no Copo Stanley: Rodrigo Alves Dias, doutor em Física e pesquisador da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), ajuda a responder às dúvidas. Além disso, consultamos também a fabricante da marca mais conhecida. 

É como uma garrafa térmica?

Dias explica que o Stanley faz parte da categoria dos copos térmicos — aqueles conhecidos por manter a temperatura de líquidos colocados em seu interior, tanto frios quanto quentes. O conceito já tem mais de 100 anos de existência e muita gente já teve contato com a avó desses copos térmicos: a garrafa térmica.

Qual o material utilizado na fabricação?

Tanto a garrafa quanto o copo térmico seguem a mesma patente: são recipientes compostos por duas paredes de material isolante térmico separadas por um componente ainda mais isolante. “Esse elemento é o vácuo, ou seja, basicamente, a ausência de ar. Conforme se tira o ar, a condutividade térmica entre as duas paredes cai muito”, aponta Dias. “Com isso, a temperatura dentro do copo tende a se manter, porque não há entrada ou saída de energia.”

Qual a diferença do copo comum?

As características do Copo Stanley não estão presentes em copos comuns, como os de vidro, por exemplo. “O vidro tem uma condutividade térmica constante e, embora seja relativamente boa para isolamento térmico, ela é alta. Quando se faz vácuo, a condutividade térmica cai muito.” 

Além das duas paredes de aço inox 18/8 (18% de cromo, 8% de níquel e o restante principalmente ferro) separadas por vácuo, o copo térmico é revestido por teflon — outro bom isolante térmico, diz Dias. “Se ele deixar de funcionar, é porque o vácuo foi rompido”, alerta o especialista. 

O original é muito diferente da réplica?

O físico lembra que o modelo da Stanley tende a ter uma estrutura mais robusta em razão do rigor aplicado nos processos de fabricação. Mesmo assim, o rompimento do vácuo pode ocorrer tanto com o original quanto com as réplicas: um acidente pode eliminar o vácuo do objeto.

No caso dos copos que não são originais, há a chance de que o vácuo entre as paredes de aço inox nem seja feito ou que, mesmo tendo sido feito, seja perdido se o processo de fabricação for ruim. “É como se fosse algo selado que perde o selo: entra ar lá dentro e ele vai passar a esquentar.”

A réplica funciona?

E, por falar em processo de fabricação, réplicas de boa qualidade podem ter funcionamento semelhante ao produto original. “Algumas seguem padrões rigorosos e funcionam. Assim como existem outras marcas de copos térmicos”, lembra Dias.

Só serve para bebidas frias?

Embora seja bastante usado para manter a cerveja gelada nas praias e piscinas, sob sol forte, as características do copo também são úteis para manter bebidas quentes aquecidas por mais tempo. “A condutividade térmica do produto tende a ser bem constante e, em média, ele ganha 1°C a cada 4 horas. Já para bebidas quentes, eu diria que ele perde 1°C a cada 2 horas.” 

 

Se deixar sob o sol, ele mantém a temperatura?

Dá, sim, pra usar durante o Carnaval. Mesmo sob sol forte e muito calor, o copo funciona. Mas fica o alerta do professor: “nesse caso, você insere a radiação térmica a uma taxa muito alta na situação. O copo vai manter a bebida gelada, mas por menos tempo, já que a curva de aquecimento vai aumentar e a temperatura vai subir mais rapidamente”, comenta Dias. Ou seja, a bebida fica gelada, mas por menos tempo.

A cerveja perde o gás se ficar no copo?

Outra dúvida dos seguidores é se a cerveja perde o gás mais rapidamente quando está no copo térmico. Para o especialista, não. “O gás vem diluído na cerveja. Como a temperatura é mantida por mais tempo, o gás fica preso ali por mais tempo. Se ela aumenta, o gás se torna mais volátil e evapora mais rapidamente”, explica. “Se a temperatura for mantida baixa, a tendência é que o gás se mantenha no líquido por mais tempo.”

O copo é seguro para a saúde?

A Stanley informa que o material usado na construção do objeto é livre de bisfenol A (BPA), uma substância química orgânica cuja presença no organismo humano pode causar anomalias hormonais e outras doenças. “Todos os produtos Stanley são aprovados pela Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA) dos EUA”, afirma a companhia. “Eles passam por testes rigorosos de saúde e segurança antes de serem ofertados ao público. Por isso, não causam nenhum mal à saúde”, completa.

Para Dias, é improvável que o Copo Stanley cause prejuízo à saúde, uma vez que o aço inox é um material inerte que não reage com outros componentes. Assim, além de não guardar sabores nem odores, não se altera ao entrar em contato com compostos químicos liberados pelos alimentos. Já no caso das réplicas, se for usado um metal que contenha partículas radioativas, por exemplo, há risco de danos.

Em termos técnicos, como é o funcionamento?

Quando se tem uma diferença de temperatura entre as duas paredes de um copo térmico, há um fluxo de calor entre elas, ou seja, a quantidade de energia que sai do lado mais quente para o mais frio. O copo térmico é fabricado de forma a ter o menor fluxo de calor possível entre as paredes interna e externa.

Esse fluxo de calor é proporcional à diferença de temperatura e, se ela muda, o fluxo também muda. Se as temperaturas interna e externa permanecerem iguais, o copo atinge um regime estacionário. “Se você colocar água em um copo às 8h e deixar sujeito à temperatura ambiente até as 16h, o fluxo de calor muda o tempo todo porque a temperatura externa muda o tempo todo. Se ele for mantido em uma geladeira, por exemplo, o fluxo de calor vai ficar estacionário”, explica o físico. 

O físico aponta que o copo térmico é um bom exemplo da tecnologia aplicada ao dia a dia. “E ainda faz as pessoas saberem mais sobre Ciência. Gosto muito dessas popularizações porque acabam tornando a Ciência mais popular.”

Tem mesmo garantia vitalícia?

A fabricante do Copo Stanley confirma que seus produtos têm garantia vitalícia, desde que utilizados conforme as instruções. Eles “são garantidos contra defeitos de fabricação nos materiais ou problemas de eficiência térmica”, o que não inclui arranhões, amassados, perda de peças, desgaste por tempo de uso, mau funcionamento devido a alterações/adaptações no projeto ou acidentes. 

Como saber se é original?

A fabricante aponta as formas de identificar produtos originais:

omp

Aguenta sim, mas com algumas condições. Para falar sobre elas, a reportagem da Itatiaia buscou a ajuda de um físico para desvendar a Ciência existente no Copo Stanley: Rodrigo Alves Dias, doutor em Física e pesquisador da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), ajuda a responder às dúvidas. Além disso, consultamos também a fabricante da marca mais conhecida. 

E já que estamos falando de ciência aplicada ao dia a dia, perguntamos no Instagram da Itatiaia quais eram as dúvidas dos nossos seguidores. Você confere as respostas a seguir.

É como uma garrafa térmica?

Dias explica que o Stanley faz parte da categoria dos copos térmicos — aqueles conhecidos por manter a temperatura de líquidos colocados em seu interior, tanto frios quanto quentes. O conceito já tem mais de 100 anos de existência e muita gente já teve contato com a avó desses copos térmicos: a garrafa térmica.

Qual o material utilizado na fabricação?

Tanto a garrafa quanto o copo térmico seguem a mesma patente: são recipientes compostos por duas paredes de material isolante térmico separadas por um componente ainda mais isolante. “Esse elemento é o vácuo, ou seja, basicamente, a ausência de ar. Conforme se tira o ar, a condutividade térmica entre as duas paredes cai muito”, aponta Dias. “Com isso, a temperatura dentro do copo tende a se manter, porque não há entrada ou saída de energia.”

Qual a diferença do copo comum?

As características do Copo Stanley não estão presentes em copos comuns, como os de vidro, por exemplo. “O vidro tem uma condutividade térmica constante e, embora seja relativamente boa para isolamento térmico, ela é alta. Quando se faz vácuo, a condutividade térmica cai muito.” 

Além das duas paredes de aço inox 18/8 (18% de cromo, 8% de níquel e o restante principalmente ferro) separadas por vácuo, o copo térmico é revestido por teflon — outro bom isolante térmico, diz Dias. “Se ele deixar de funcionar, é porque o vácuo foi rompido”, alerta o especialista. 

O original é muito diferente da réplica?

O físico lembra que o modelo da Stanley tende a ter uma estrutura mais robusta em razão do rigor aplicado nos processos de fabricação. Mesmo assim, o rompimento do vácuo pode ocorrer tanto com o original quanto com as réplicas: um acidente pode eliminar o vácuo do objeto.

No caso dos copos que não são originais, há a chance de que o vácuo entre as paredes de aço inox nem seja feito ou que, mesmo tendo sido feito, seja perdido se o processo de fabricação for ruim. “É como se fosse algo selado que perde o selo: entra ar lá dentro e ele vai passar a esquentar.”

A réplica funciona?

E, por falar em processo de fabricação, réplicas de boa qualidade podem ter funcionamento semelhante ao produto original. “Algumas seguem padrões rigorosos e funcionam. Assim como existem outras marcas de copos térmicos”, lembra Dias.

Só serve para bebidas frias?

Embora seja bastante usado para manter a cerveja gelada nas praias e piscinas, sob sol forte, as características do copo também são úteis para manter bebidas quentes aquecidas por mais tempo. “A condutividade térmica do produto tende a ser bem constante e, em média, ele ganha 1°C a cada 4 horas. Já para bebidas quentes, eu diria que ele perde 1°C a cada 2 horas.” 

Se deixar sob o sol, ele mantém a temperatura?

Dá, sim, pra usar durante o Carnaval. Mesmo sob sol forte e muito calor, o copo funciona. Mas fica o alerta do professor: “nesse caso, você insere a radiação térmica a uma taxa muito alta na situação. O copo vai manter a bebida gelada, mas por menos tempo, já que a curva de aquecimento vai aumentar e a temperatura vai subir mais rapidamente”, comenta Dias. Ou seja, a bebida fica gelada, mas por menos tempo.

A cerveja perde o gás se ficar no copo?

Outra dúvida dos seguidores da Itatiaia é se a cerveja perde o gás mais rapidamente quando está no copo térmico. Para o especialista, não. “O gás vem diluído na cerveja. Como a temperatura é mantida por mais tempo, o gás fica preso ali por mais tempo. Se ela aumenta, o gás se torna mais volátil e evapora mais rapidamente”, explica. “Se a temperatura for mantida baixa, a tendência é que o gás se mantenha no líquido por mais tempo.”

O copo é seguro para a saúde?

A Stanley informa que o material usado na construção do objeto é livre de bisfenol A (BPA), uma substância química orgânica cuja presença no organismo humano pode causar anomalias hormonais e outras doenças. “Todos os produtos Stanley são aprovados pela Administração de Alimentos e Medicamentos (FDA) dos EUA”, afirma a companhia. “Eles passam por testes rigorosos de saúde e segurança antes de serem ofertados ao público. Por isso, não causam nenhum mal à saúde”, completa.

Para Dias, é improvável que o Copo Stanley cause prejuízo à saúde, uma vez que o aço inox é um material inerte que não reage com outros componentes. Assim, além de não guardar sabores nem odores, não se altera ao entrar em contato com compostos químicos liberados pelos alimentos. Já no caso das réplicas, se for usado um metal que contenha partículas radioativas, por exemplo, há risco de danos.

Em termos técnicos, como é o funcionamento?

Quando se tem uma diferença de temperatura entre as duas paredes de um copo térmico, há um fluxo de calor entre elas, ou seja, a quantidade de energia que sai do lado mais quente para o mais frio. O copo térmico é fabricado de forma a ter o menor fluxo de calor possível entre as paredes interna e externa.

Esse fluxo de calor é proporcional à diferença de temperatura e, se ela muda, o fluxo também muda. Se as temperaturas interna e externa permanecerem iguais, o copo atinge um regime estacionário. “Se você colocar água em um copo às 8h e deixar sujeito à temperatura ambiente até as 16h, o fluxo de calor muda o tempo todo porque a temperatura externa muda o tempo todo. Se ele for mantido em uma geladeira, por exemplo, o fluxo de calor vai ficar estacionário”, explica o físico. 

O físico aponta que o copo térmico é um bom exemplo da tecnologia aplicada ao dia a dia. “E ainda faz as pessoas saberem mais sobre Ciência. Gosto muito dessas popularizações porque acabam tornando a Ciência mais popular.”

Tem mesmo garantia vitalícia?

A fabricante do Copo Stanley confirma que seus produtos têm garantia vitalícia, desde que utilizados conforme as instruções. Eles “são garantidos contra defeitos de fabricação nos materiais ou problemas de eficiência térmica”, o que não inclui arranhões, amassados, perda de peças, desgaste por tempo de uso, mau funcionamento devido a alterações/adaptações no projeto ou acidentes. 

Segundo a Stanley, isso é possível porque seus produtos são “feitos para durar e resistir” e podem, então, ser garantidos contra qualquer defeito de fabricação nos materiais ou problemas de eficiência térmica.

Como saber se é original?

A fabricante aponta as formas de identificar produtos originais:

  • verifique se o produto tem informações de fabricação marcadas na base: todos os itens originais Stanley têm essa identificação; 

  • artigos originais são feitos com aço escovado: produtos com aço polido não são originais;

  • a maioria dos itens originais da Stanley no Brasil têm a marca impressa ou pintada no produto: se a logo tiver sido feita a laser ou de outra forma, o produto pode ser falsificado; 

  • desconfie de preços muito abaixo dos praticados no site oficial, de promoções do tipo “pague 1, leve 2” e de perfis que vendem exclusivamente no WhatsApp ou no Instagram; 

  • observe se o produto aparece nos canais de venda oficiais: em caso de dúvida, procure os canais de atendimento nas redes sociais da marca.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Sete Lagoas, MG Atualizado às 13h06 - Fonte: ClimaTempo
26°
Tempo nublado

Mín. 13° Máx. 27°

Dom 28°C 13°C
Seg 29°C 15°C
Ter 30°C 16°C
Qua 29°C 16°C
Qui 30°C 15°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes