Sexta, 17 de Setembro de 2021
31 99616-7463
Cidades Poesia

Poema ‘Mar de Lama’ de autoria de moradora de Sete Lagoas emociona internautas na voz de Cid Moreira

Poesia viralizou após divulgação nesta segunda-feira (28), na conta do Instagram do jornalista de 91 anos

30/01/2019 16h02 Atualizada há 3 anos
Por: Redação Fonte: Da redação
Maria Ávila, autora do poema ‘Mar de Lama’
Maria Ávila, autora do poema ‘Mar de Lama’

O poema “Mar de Lama”, de autoria de Maria Ávila, dentista aposentada, residente em Sete Lagoas-MG, viralizou na voz do jornalista Cid Moreira de 91 anos, divulgado nesta segunda-feira (28), em sua conta do Instagram.

Na voz marcante do jornalista, a poesia que emocionou internautas fala sobre a situação da dor em Minas Gerais, por causa dos rompimentos das barragens em Mariana e Brumadinho.

Veja abaixo:

Continua depois da publicidade

“Minas não tem Mar,

Mas fizeram dois mares de lama nas minas.

Cadê minha casa que estava aqui?

Continua depois da publicidade

Cadê meu boi, meu cavalo?

Cadê meu cachorro?

Cadê meu pé de mamão?

Meu carrinho de mão?

Cadê meu pé de limão?

Cadê meus livros?

Cadê meu arroz, feijão?

Cadê meu colchão?

Cadê meu pai minha mãe, meus irmãos?

A lama levou...

A lama levou minha vida

Meus sonhos,

Meu porto seguro,

Meu chão.

Não foi a lama não,

Foi o homem que fez a lama, que jogou Mariana e Brumadinho no chão.

Tingiu de marrom as águas do meu Rio Doce,

Coloriu de terra meu Paraopeba,

Vai tingir meu Velho Chico.

Vai calar a voz dos passarinhos,

Matar os peixes,

Que será de mim?

Quem devolverá tudo que levaram de mim”. Maria Ávila

 

Da Redação

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.