Quarta, 27 de Maio de 2020
31 99616-7463
Saúde Coronavírus

Cloroquina continua como opção apenas para pacientes graves, reforça secretário de Saúde de Minas

19/05/2020 14h31
Por: Redação Fonte: Hoje em Dia
Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa

O presidente Jair Bolsonaro anunciou semana passada que quer mudar o protocolo de uso da cloroquina no tratamento de pacientes com Covid-19, permitindo que o medicamento possa ser tomado também por pessoas com sintomas mais leves. Mas, por enquanto, em Minas Gerais, o remédio segue podendo ser usado apenas para pessoas internadas em estado de maior gravidade, afirmou nesta segunda-feira (18) o secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral. Essa é a determinação em vigor no país.

“Temos em Minas um protocolo assistencial, que está na nossa página destinada a profissionais de saúde, e lá tem um fluxograma com todas as orientações para pacientes menos graves e mais graves com Covid-19. A recomendação, baseada na avaliação médica, é de fazer uso da hidroxicloroquina em casos graves”, explicou o secretário.

Utilizada no tratamento contra a malária e algumas doenças autoimunes, a cloroquina vem sendo usada em vários países no tratamento de pacientes com Covid-19, embora sua eficácia não tenha sido comprovada. O uso do medicamento é polêmico na comunidade médica por conta dos efeitos colaterais, em especial a arritmia cardíaca.

O presidente Bolsonaro é defensor do uso da cloroquina em pacientes com sintomas leves e esse posicionamento acabou culminando na demissão de Nelson Teich, que deixou o Ministério da Saúde na sexta-feira (15).

O secretário de Saúde de Minas informou que a pasta segue focada na gestão colocada desde o início do enfrentamento à pandemia e que pretende manter um bom e respeitoso relacionamento com o futuro ministro da saúde, independentemente do nome escolhido pelo presidente. 

Uso de máscaras

Amaral aproveitou a coletiva desta segunda-feira para reforçar a importância do uso de máscaras para evitar a propagação do novo coronavírus. O secretário afirmou que esteve no supermercado no fim de semana e viu várias pessoas sem máscaras, sem seguir a obrigatoriedade colocadas por leis municipal e estadual.

“Não fique naquela coisa de tira e coloca máscara, use-a o tempo todo. Assim você contribui para que toda a sociedade não pegue o vírus”, afirmou o secretário, reforçando que a máscara evita que as pessoas soltem gotículas de saliva nas superfícies, dificultando o contágio.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.