Sexta, 04 de Dezembro de 2020
31 99616-7463
Cidades Obra parada

Obra da Avenida Marechal Castelo Branco continua paralisada, na entrada de Sete Lagoas

“As lápides colocadas no canteiro central da avenida parecem túmulos”, exclama um cidadão

27/10/2020 16h28 Atualizada há 1 mês
Por: Redação
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Conforme já publicado pelo Site Mega Cidade, uma das obras mais prometidas e de maior publicidade da Prefeitura de Sete Lagoas, a de revitalização de canteiros centrais na Avenida Marechal Castelo Branco, continua parada.

Há poucos dias, informações divulgadas na imprensa da cidade diziam que a obra iria ser retomada, o que não aconteceu.

Nas redes sociais, uma contradição no valor da obra também foi questionado. Na última página, a de nº 20, do informativo oficial da Prefeitura de Sete Lagoas, divulgado em agosto último, dizia que o valor investido na Avenida Marechal Castelo Branco, é na ordem de R$ 6.964.700,00 (via PPP) – VEJA ABAIXO!

Continua depois da publicidade

Já na placa de identificação da obra instalada na Avenida, diz que o valor da obra é de pouco mais de 500 mil reais.

 

Continua depois da publicidade

Fica então a questão: Qual o valor correto?  Como estaria sendo aplicado de fato o valor o valor do recurso, que de acordo com os valores era para a obra já ter ficado pronta?

Problema

Devido à paralisação das obras e o compromisso não cumprido, o referido trecho Avenida Marechal Castelo Branco, ao invés de ser solução, tornou-se um problema e está oferecendo riscos de acidentes para motoristas e motociclistas que por lá transitam, principalmente com a chegada do período chuvoso.

Um cidadão (Antônio Carlos Cordeiro, de 47 anos) manifesta indignado pela situação do local: “Aqui jaz Sete Lagoas! As lápides colocadas no canteiro central da avenida parecem túmulos! A cidade está agonizando tanto que o prefeito encheu a entrada dela de catacumbas. Uma obra de quase 7 milhões, imagina agora na época de eleição! A nossa saúde precisando, os professores ganhando mal, uma cidade que precisa de reparos, cheia de buracos e a gente vê essa obra desnecessária! Precisava disso agora?”, questiona.

VEJA O VÍDEO ABAIXO:

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.