Quinta, 03 de Dezembro de 2020
31 99616-7463
Cidades Escravidão

Trabalhadores rurais são resgatados em condições análogas à escravidão em fazenda de Minas

Operação de órgãos federais foi realizada em propriedades das cidades de Oliveira Fortes e Matias Barbosa

18/11/2020 17h32
Por: Redação Fonte: Itatiaia
Trabalhadores receberam a atenção de agentes da PRF e de auditores do Trabalho - PRF/Divulgação
Trabalhadores receberam a atenção de agentes da PRF e de auditores do Trabalho - PRF/Divulgação

Nove trabalhadores rurais foram resgatados em condições análogas à escravidão em uma fazenda da cidade de Oliveira Fortes, no Zona da Mata, no interior de Minas, durante uma operação de órgão federais. 

A ação realizada também na cidade de Matias Barbosa, localizada na mesma região, tem como alvo fazendas de cultivo de madeira e de gado de leite nesses municípios. 

A operação, que foi desencadeada nos dias 16 e 17 de novembro, contou com a participação de agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), auditores do Trabalho, um procurador do Trabalho e um defensor Público da União.

Continua depois da publicidade

Durante a ação, foram abordados 36 trabalhadores rurais, sendo 9 deles resgatados. A inspeção física foi realizada em locais de trabalho e alojamento. 

Nesses locais, onde trabalhadores foram encontrados em situação análoga à escravidão, de acordo com a PRF, não eram fornecidos equipamentos de proteção individual (EPIs) adequados.

Além disso, a operação identificou também que a alimentação era trazida junto a insumos agrícolas, não havia condições mínimas de higiene pessoal e diversas obrigações trabalhistas eram descumpridas pelos empregadores.

Continua depois da publicidade

Punição

A PRF explicou que os donos dessa fazenda foram notificados e deverão comparecer ao Ministério do Trabalho de Juiz de Fora para apresentar a documentação dos trabalhadores. 

Foi aberto ainda um procedimento administrativo para que as irregularidades sejam avaliadas pelo Ministério do Trabalho e o empregador seja responsabilizado através de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC).

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.