Sábado, 28 de Novembro de 2020
31 99616-7463
Cidades Sentença

Acusado de matar ‘Márcia cafetina’ e o vizinho dela em Sete Lagoas, é condenado a 40 anos de prisão

Na ocasião do duplo homicídio ocorrido em 2017, os corpos foram encontrados já em estado de putrefação

20/11/2020 17h35
Por: Redação
As vítimas Márcia Tavares Abreu e Max Gomes de Almeida
As vítimas Márcia Tavares Abreu e Max Gomes de Almeida

Foi condenado a 40 anos de prisão, Felipe Franco de Souza, por matar Márcia Tavares Abreu de 56 anos (“Márcia cafetina”) e seu vizinho Max Gomes de Almeida de 32 anos, com requintes de crueldade. O crime aconteceu em 2017 na Rua Baependi, bairro Interlagos II em Sete Lagoas.

Conforme publicado pelo Site Mega Cidade, na ocasião do duplo homicídio, os corpos foram encontrados já em estado de putrefação. Um dia após o crime, o veículo de Márcia um GM Corsa de cor preto placa GTO-3979 foi encontrado incendiado no bairro Verde Vale.

As investigações apontavam Felipe Franco de Souza, na ocasião com 29 anos, como o suspeito do crime. Na ocasião, o delegado Leandro Andrade Saraiva disse que a Polícia Militar levantou que Felipe havia descoberto que a Márcia estava agenciando programas para sua esposa. “Ele a procurou  e disse que ia matá-la. Possivelmente por volta das 23h do sábado, ele foi à casa da vítima tirar satisfação e a degolou com uma faca. O Max que era ‘ficante’ da Márcia e fazia consumo de drogas junto com ela, possivelmente saiu em sua defesa e também foi morto. Acreditamos que Felipe o atingiu com uma paulada, eles possivelmente entraram em luta corporal, já que ele tinha lesões pelo corpo. O Max estava no local errado e na hora errada”, ressaltou o delegado.

Continua depois da publicidade

Depois do crime, Felipe havia mostrado o celular e o carro da Márcia para testemunhas e chegou confessar o crime. Ele queimou o carro depois que a notícia foi divulgada.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.