Quinta, 28 de Janeiro de 2021
31 99616-7463
Cidades Mulher

Prevenção à violência contra a mulher é tema de ações da Secretaria de Assistência Social de Sete Lagoas

27/11/2020 15h42
Por: Redação Fonte: Mega Cidade com Ascom da Prefeitura de Sete Lagoas
Simulação de uma cena de violência contra a mulher despertou a atenção das pessoas no Terminal Urbano
Simulação de uma cena de violência contra a mulher despertou a atenção das pessoas no Terminal Urbano

A Organização das Nações Unidas instituiu o dia 25 de novembro como sendo o Dia Internacional da Não Violência Contra a Mulher. Para destacar a importância do tema, a Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos realiza várias ações durante a semana. O principal objeto é orientar e conscientizar sobre leis que garantem a proteção da mulher e os direitos iguais das pessoas.

A programação foi aberta na segunda-feira, 23, com uma roda de conversa no projeto Acolher, um dos principais equipamentos da Secretaria que abriga pessoas em situação de vulnerabilidade. Na terça-feira, 24, uma blitz educativa foi realizada na praça do CAT JK, no Centro. “A programação faz parte da ‘semana laranja’, quando é realizada a campanha com várias ações com o objetivo de conscientizar”, explica a gerente de Proteção Especial da Secretaria Municipal de Assistência Social, Larissa Fernandes dos Santos.

O evento desta quarta-feira, 25, foi o mais impactante. Uma simulação (teatro) onde um homem humilhava verbalmente uma mulher e quase partia para a agressão despertou a indignação de pessoas que estavam no Terminal Urbano do Transporte Coletivo. “Fiquei desesperada, achei que ela seria agredida. Foi uma cena muito realista e quase intervi. É um trabalho importante já que muitas mulheres passam por isso e, infelizmente, muita gente que presencia não faz nada”, comentou Paola de Fátima, que assistiu a simulação enquanto aguardava seu ônibus. “Achei que o homem estava brigando com sua esposa. Estava preparado, se ele batesse nela, certamente eu partiria pra cima dele”, comentou Jair dos Santos ainda mais indignado.

Continua depois da publicidade

Porém, quem presenciar uma cena real de violência contra a mulher deve procurar as autoridades, que garantem proteção às mulheres e que as leis sejam cumpridas. “Vizinhos, familiares ou quem tiver conhecimento de algum tipo de violência contra a mulher pode fazer uma denúncia anônima por meio do telefone 181”, explica o Cabo Vinícius, da Polícia Militar de Minas Gerais.

Outras ações

A programação da “semana laranja” ainda tem dois eventos. Nesta quinta-feira, 26, às 14h, houve uma roda de conversa no abrigo de adolescentes da Secretaria de Assistência Social. Na sexta-feira, 27, foi realizada uma blitz educativa, às 9h, no semáforo próximo à Câmara Municipal de Sete Lagoas.

Continua depois da publicidade

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.