Quinta, 04 de Março de 2021
31 99616-7463
Polícia Correntinha

Mulher puxa correntinha para escapar de agressões e namorado morre enforcado

Segundo a polícia, o casal tinha histórico de agressões físicas

15/01/2021 16h20
Por: Redação Fonte: Mega Cidade com BHAZ
Segundo a polícia, o casal tinha histórico de agressões físicas (Divulgação/Polícia Militar)
Segundo a polícia, o casal tinha histórico de agressões físicas (Divulgação/Polícia Militar)

Uma jovem de 21 anos foi presa nesta quinta-feira (14), por ter matado o namorado, de 20, enquanto tentava se defender de agressões dele. O caso ocorreu no bairro Riacho das Pedras, em Contagem, região metropolitana de BH. De acordo com a PM (Polícia Militar), o casal tem um histórico de agressões, e ambos já tiveram passagem pela polícia.

Á reportagem, o tenente Flávio Moreira, do 39° Batalhão, relatou que a PM recebeu o chamado de um vizinho por volta das 9h. Quando os policiais chegaram ao local, o Corpo de Bombeiros estava presente e tentava reanimar o homem, mas não obteve sucesso.

Em conversa com os policiais, a jovem relatou o histórico de brigas com o então companheiro. “Eles têm esse histórico já de briga de casal, de agressões e tudo, mas eles nunca chamaram a polícia, a gente nem estava sabendo dessa situação lá, foi a primeira vez que alguém chamou a polícia, mas eles já brigavam bastante”, relata o tenente.

Continua depois da publicidade

A jovem contou que o companheiro tinha acordado nervoso, e que os dois começaram a discutir por conta do filho do casal. “A briga foi escalando, a gravidade foi aumentando e começou a virar agressão. Ele chegou a dar uma cabeçada nela, ela está com um hematoma na testa. Depois disso, ela foi para o quarto, ele foi atrás, pegou ela pelo pescoço, jogou na cama e começou a querer enforcá-la. Ela também está com umas escoriações no pescoço por causa disso”, explica o militar.

“Aí nesse momento ela puxou a correntinha que ele usava no pescoço e, segundo ela, deu uma puxada forte para tirar ele de cima dela e ele caiu no chão já desmaiando e já dando sinais de sufocamento”, diz o tenente.

Jovem tentou reanimar o companheiro

A jovem presa contou ainda ter tentado reanimá-lo e que ligou para o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), de quem recebeu informações de reanimação. O homem, no entanto, faleceu no local. Segundo a mulher, ela e o agressor estavam juntos há três anos.

Continua depois da publicidade

A polícia levou a mulher para a delegacia, e o caso está registrado como homicídio consumado. Agora, está sob investigação da Polícia Civil.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.