Segunda, 01 de Março de 2021
31 99616-7463
Cidades Tragédia

Casa onde estava homem que atropelou mulher e bebê seria usada apenas para festas

Festa teria começado no local, 10 horas antes do trágico acidente

19/02/2021 15h17 Atualizada há 1 semana
Por: Redação Fonte: Mega Cidade com O Tempo
Homem que atropelou e matou bebê em Sete Lagoas teve a casa destruída Foto: Alex de Jesus
Homem que atropelou e matou bebê em Sete Lagoas teve a casa destruída Foto: Alex de Jesus

O motorista inabilitado que atropelou e matou o bebê Bryan Henrique da Silva, de 5 meses, e a babá dele, Adriana Pereira, de 41, começou a festa em casa, regada à bebida alcoólica, cerca de dez horas antes do acidente em Sete Lagoas, nessa sexta-feira (18).

Segundo informações de vizinhos, a casa onde estava o condutor do Gol, seria usada apenas para festas, sendo que a proprietária ia uma vez ou outro no imóvel.

O imóvel fica na mesma rua em que as vítimas moravam. "Essa casa é da mãe dele, mas ela quase não ficava aqui. Vinham para fazer festas. Ontem, ele e os amigos começaram por volta das 8h. Colocaram o som alto e começaram a dançar", disse um vizinho, sob anonimato. 

Continua depois da publicidade

No fim da tarde, o homem e mais quatro pessoas saíram e foram comprar mais bebidas alcoólicas em um mercado próximo. Na volta, o acidente aconteceu.

"Esse menino que atropelou é novo, deve ter uns 18 anos. Não sabia nem andar de bicicleta. Muita irresponsabilidade o dono do carro deixar ele dirigir", afirmou o morador da rua Gerson Belém. 

Agressões e imóvel destruído

Continua depois da publicidade

Moradores do bairro Dona Sílvia ficaram revoltados com o acidente e chegaram a agredir o motorista, que conseguiu escapar.

"Bateram muito mesmo, e com razão. Se ele aparecer aqui outra vez eu não sei nem o que pode acontecer", disse um outro vizinho, que também pediu para não ser identificado. 

Um grupo de moradores colocou fogo na casa do jovem. Eles usaram marretas e destruíram portas e paredes. Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada e controlou as chamas. 

Do que restou do imóvel foi possível encontrar garrafas vazias de  cerveja no armário da cozinha, vodka e catuaba espalhadas pelo chão. 

A família do motorista saiu do bairro e não foi localizada pela reportagem para comentar o ocorrido. O espaço segue aberto.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.