Segunda, 12 de Abril de 2021
31 99616-7463
Economia Caminhoneiros

Insatisfeitos com os aumentos nos preços dos combustíveis, caminhoneiros mantêm ideia de paralisação

03/03/2021 13h37
Por: Redação Fonte: Mega Cidade com Hoje em Dia
Insatisfeitos com os aumentos nos preços dos combustíveis, caminhoneiros mantêm ideia de paralisação

Uma greve geral de caminhoneiros no país, nos moldes da ocorrida em maio de 2018, é tida como possibilidade cada vez mais concreta, mesmo com a eliminação de tributos federais sobre o diesel, anunciada pelo governo federal. A avaliação é do presidente do Sindicato das Empresas Transportadoras de Combustíveis e Derivados de Petróleo do Estado de Minas Gerais (Sindtanque-MG), Irani Gomes. 

Para o dirigente, a iniciativa de zerar o PIS/Cofins do diesel nas refinarias, por ao menos dois meses, feita segunda-feira (1°) pelo presidente Jair Bolsonaro – a perda de arrecadação seria compensada com aumento de tributação de bancos e retirada de alguns incentivos setoriais – soa como “tapar o sol com a peneira”. “No caso das transportadoras que têm regime tributário sobre lucro real, a eliminação desses impostos não traz vantagem”, diz.

“Sem mencionar que, com o aumento da gasolina e do diesel (além do gás de cozinha) que começou a valer nessa terça-feira (o quarto do ano no diesel) qualquer benefício trazido pela suspensão do PIS/Cofins já vem ‘comido’ pelos novos preços”, pontuou.

Continua depois da publicidade

De acordo com Gomes, seja no caso dos tanqueiros, que cruzaram os braços por um dia em Minas, na sexta-feira, provocando corrida de motoristas aos postos de combustíveis – agora, aguardam reunião com o governo estadual para tratar de possível redução do ICMS sobre o diesel –, seja no dos demais transportadores, a reedição de uma paralisação nacional é quase iminente. “Muitas lideranças têm falado em greve nacional, e com grande adesão”, afirma.

Na manhã dessa terça, na Grande BH, dezenas de caminhoneiros fizeram protesto por algumas horas contra os seguidos aumentos dos combustíveis, estacionando os veículos à beira de rodovias como a MG-424, em Vespasiano, e a BR-040, em Ribeirão das Neves.

Continua depois da publicidade
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.