Terça, 03 de Agosto de 2021
31 99616-7463
Polícia Machado

Mulher mata ex com machado após ser agredida com socos e ter casa invadida

PM apreendeu uma faca, além do machado

16/07/2021 11h28
Por: Redação Fonte: Mega Cidade com BHAZ
PM apreendeu uma faca, além do machado (PM/Divulgação)
PM apreendeu uma faca, além do machado (PM/Divulgação)

Um homem foi morto com golpes de machado após invadir a casa da ex-companheira, em Galiléia, na região do Rio Doce, em Minas Gerais, nessa quarta-feira (14). Antes de ser atingido, Jaconias Mariano da Silva agrediu a ex com socos e chutes e ameaçou matá-la. A mulher se entregou à polícia e foi presa pelo crime de homicídio.

A mulher contou que estava dormindo quando o ex-companheiro arrancou o vidro de uma janela e conseguiu entrar no quarto. Ela foi surpreendida e passou a ser asfixiada por Jaconias, conforme registrado na ocorrência. Segundo a mulher, o homem disse: “Vou te matar, pois das outras vezes não consegui. Agora você já era”.

 

Depois da ameaça de morte, o homem ainda deu socos e chutes na mulher. Em determinado momento, ele foi até a cozinha e voltou com uma faca. As agressões continuaram. O homem estava muito agitado e aparentava ter feito uso de drogas, perante o relato da mulher aos policiais militares.

Continua depois da publicidade

Machadadas

Durante as agressões, a mulher conseguiu se soltar, após um “descuido” do homem. Ela pegou um machado e deu vários golpes na cabeça dele. Na sequência, fugiu da casa e foi até a irmã para pedir ajuda. De lá ela procurou a polícia e contou tudo que havia ocorrido.

Jaconias chegou a ser socorrido com vida e foi levado ao hospital da cidade. A equipe médica realizou os procedimentos indicados, mas, após diversas tentativas, ele teve o óbito confirmado.

 

Prisão

Em conversa com os militares, a mulher contou ter sido agredida outras vezes pelo homem. Diante do crime, ela foi presa em flagrante. Um machado e uma faca foram apreendidas pela polícia. O caso foi encerrado na Delegacia de Plantão de Governador Valadares.

Continua depois da publicidade

A reportagem procurou a Polícia Civil para saber se a mulher já havia denunciado o ex-companheiro em outras oportunidades. O retorno não foi encaminhado até a publicação da matéria. O texto será atualizado assim que recebermos.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.