Domingo, 24 de Outubro de 2021
31 99616-7463
Cidades Meio Ambiente

Menina de 8 anos cria projeto de conscientização ambiental para crianças em BH: ‘Quero ajudar o planeta’

Pelo Instagram do projeto PPP, a menina encanta ao dar dicas em uma linguagem simples e própria

08/10/2021 14h06
Por: Redação Fonte: Mega Cidade com BHAZ
Pelo Instagram do projeto PPP, a menina encanta ao dar dicas em uma linguagem simples e própria (Karina Bonitese/Arquivo pessoal)
Pelo Instagram do projeto PPP, a menina encanta ao dar dicas em uma linguagem simples e própria (Karina Bonitese/Arquivo pessoal)

Uma garotinha de Belo Horizonte desde abril tem provado que não existe idade para fazer a diferença. Com apenas 8 anos, Júlia Duarte criou um projeto online que leva conhecimentos sobre a preservação ambiental a outras crianças. Pelo Instagram do projeto PPP (Pequenos Protetores do Planeta), a menina encanta ao dar dicas, em uma linguagem simples e própria, sobre como cuidar do planeta.

“Um belo dia eu estava almoçando com a minha mãe e falei pra ela ‘mãe eu quero fazer alguma coisa pra ajudar o planeta!’. Aí ela teve a ideia do Instagram, que é uma rede social que muitas pessoas acessam e que a gente teria um ótimo público”, explica Júlia.

Ela disse que teve a ideia depois de ter lido um livro da ativista sueca Greta Thunberg, que também começou a lutar por causas ambientais quando criança. Com a ajuda da mãe, a professora Karina Bonitese, a iniciativa tem dado certo e o Instagram soma mais de 600 seguidores.

Continua depois da publicidade

“Eu desde sempre adorei a natureza e, inclusive, nasci em uma casa em que me incentivam a me relacionar muito com ela. Com a pandemia eu fui percebendo os nossos hábitos e que a gente precisava cuidar mais do meio ambiente. Li um livro da Greta que me ajudou muito a ter essa percepção”, conta a menina.

 

 

Continua depois da publicidade

 

 

 

View this post on Instagram

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uma publicação compartilhada por Pequenos Protetores do Planeta (@projeto.ppp)

Projeto Semear

Como toda criança, Júlia não consegue ficar parada. Como seu projeto tem dado certo, ela já tem milhares de novas ideias para expandi-lo. Um deles, é o Projeto Semear.

“Também criamos o Semear, que é um projeto de reflorestamento das áreas urbanas. Vamos fazer isso através da bombinha de semente que é feita com papel reciclado e com várias sementes dentro”, explica.

Além do Instagram, Júlia dá oficinas em escolas da capital para crianças de todas as idades. A menina também já conseguiu uma parceria com um projeto da Secretaria de Educação de Limeira, em São Paulo. Esse passo, para ela, tem sido fundamental para que o projeto atinja seu público-alvo.

“A gente tem muita dificuldade de fazer essa mensagem do meio-ambiente chegar nas crianças. Muitas vezes os pais olham o Instagram, e como o pai não tem essa preocupação, não mostra para o filho. E muitas vezes a própria criança nem tem interesse. Então a gente estava querendo trazer o projeto PPP pras escolas, que é onde as crianças estão, pra elas terem esse contato direto com a natureza e com a educação ambiental”, explica.

  Júlia Duarte, de oito anos, e suas “bombinhas de semente” (Karina Bonitese/Arquivo pessoal)

‘É preciso conhecer para desejar proteger’

A mãe de Júlia, Karina Bonitese, faz questão de ressaltar que todas as ideias do projeto vêm da filha e que seu suporte é meramente técnico. Para ela, é motivo de grande orgulho ver que, desde cedo, a pequena já tem preocupações maiores.

“Hoje o que a gente tem visto muito nas crianças é um consumismo exacerbado, falta de preocupação, muito em função da falta de conhecimento. Então esse é um lema da Juju: ‘é preciso conhecer para desejar proteger'”, conta Karina.

“Essa semana ela deu oficina nas escolas e ela voltou pra casa muito animada de ver a carinha das crianças, que não sabiam que era possível fazer determinadas coisas, ou nunca tinham ouvido falar em reflorestamento. É muito bonito ver ela engajada em um projeto voltado para o bem”, acrescenta.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.