Domingo, 24 de Outubro de 2021
31 99616-7463
Cidades Jequitinhonha

Mãe dá chinelada no rosto da filha de 10 anos, a humilha e expulsa de casa: ‘Cansada de ser boazinha’

Menina foi agredida com chinelada no rosto e ação ainda foi filmada

08/10/2021 16h02
Por: Redação Fonte: Mega Cidade com BHAZ
Menina foi agredida com chinelada no rosto e ação ainda foi filmada (Reprodução/Redes sociais)
Menina foi agredida com chinelada no rosto e ação ainda foi filmada (Reprodução/Redes sociais)

Uma criança de 10 anos foi expulsa de casa após ser humilhada pela própria mãe e receber uma chinelada no rosto. O caso revoltante aconteceu em Jequitinhonha, em Minas Gerais. Uma denúncia foi apresentada ao Conselho Tutelar em 17 de setembro. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil. A vítima também está recebendo acompanhamento psicológico.

O vídeo das agressões físicas, verbais e psicológicas foi gravado por uma tia da menina. “Você vai pro seu pai. Eu não quero você na minha casa. Entendeu!?”, disse. A familiar obrigou a filha a sair de casa com a “roupa do corpo”. A tia, por sua vez, falou que a sobrinha estaria com o “capeta”.

“O capeta baixa nessa menina. Não tem condição… Não respeita ninguém. Ela não respeita ninguém”, afirmou. Durante a gravação, a criança fica o tempo todo em silêncio. “Eu tô cansada de ser boazinha pra você”, prosseguiu a mãe.

Continua depois da publicidade

Os ataques contra a criança não pararam e a tia ameaçou “avançar” na garota. “Dissimulada. Não olha pra mim com esta cara ruim não que eu avanço em você”. Ao final da gravação, a mãe deu uma chinelada no rosto da menina. “Bem feito”, falou a tia aprovando a atitude da mulher.

Denúncia

O caso foi descoberto pelo Conselho Tutelar de Jequitinhonha após uma denúncia anônima.

Continua depois da publicidade

“No dia 17 de setembro recebemos a denúncia onde mostrava as agressões. Segundo o denunciante, os fatos ocorreram em março de 2021, porém só chegou ao conhecimento do conselho no mês passado”, diz uma conselheira tutelar, que prefere não se identificar, em entrevista ao BHAZ.

Após saber do ocorrido, o órgão procurou as autoridades para dar início à investigação. A Polícia Civil informou que foi instaurou inquérito para apurar a denúncia de maus-tratos. Na última sexta-feira (1º), os aparelhos celulares da mãe e tia da criança foram apreendidos durante cumprimento de mandado de busca e apreensão.

“A investigação segue em andamento, aguardando conclusão dos laudos periciais para finalizar os trabalhos investigativos. A PCMG esclarece, ainda, que foi decretado sigilo no procedimento”, esclareceu o órgão em nota.

Acompanhamento

A criança, segundo o Conselho Tutelar, está na responsabilidade da família paterna. “Os direitos dela estão resguardados. Ela já vem recebendo atendimento psicológico e estamos buscando a reestruturação do núcleo familiar da vítima fazendo intervenções”.

A população de Jequitinhonha está em choque com a violência sofrida pela menina.

“É uma situação muito triste e não esperávamos que isso acontecesse. Sociedade está pedindo por justiça. O Conselho Tutelar, em nenhum momento, compactuou ou omitiu informações. Sempre interveio para garantia dos direitos das crianças”. Uma nota foi publicada pelo conselho e pode ser lida na íntegra abaixo.

Nota do Conselho Tutelar de Jequitinhonha

“O Conselho Tutelar de Jequitinhonha vem a público informar a sociedade, que obteve conhecimento através das redes sociais, sobre a exposição da imagem de uma criança sofrendo agressões. Lamentamos o ocorrido, sabemos que a justiça tem que tomar providências!

Cumpre informar a toda a sociedade, que o Conselho teve conhecimento do ocorrido em 17/09/2021, onde o Conselho Tutelar realizou todas medidas cabíveis referente ao caso, inclusive encaminhamento para o Ministério Público, reunião com o Promotor de Justiça, reunião com a Rede de Proteção da Criança e do Adolescente, denúncia à Polícia Civil, encaminhamento da criança para atendimento psicológico, entre outras intervenções que estão sendo realizadas junto a rede de proteção deste Município.

Porém a imagem da criança não pode ser exposta dessa forma, além da tortura, essa criança vai sofrer sérios danos psicológicos depois da divulgação desse vídeo. O Conselho Tutelar de forma alguma divulga vídeo ou expõe fatos que expõem a imagem da criança ou adolescente indevidamente. Lamentamos o ocorrido, e acreditamos que os responsáveis pelas violações devem ser responsabilizados e penalizados sim.

Att;

Conselho Tutelar de Jequitinhonha

06 de Outubro de 2021″.

Nota da Polícia Civil

“A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) instaurou Inquérito Policial para apurar denúncia de maus-tratos de uma criança, de 10 anos, na cidade de Jequitinhonha. Tão logo foi concedida autorização judicial, a PCMG cumpriu, sexta-feira (1/10), mandado de busca e apreensão na residência das suspeitas, de 38 e 46 anos. Na ocasião, os aparelhos celulares das investigadas foram apreendidos. A investigação segue em andamento, aguardando conclusão dos laudos periciais para finalizar os trabalhos investigativos. A PCMG esclarece, ainda, que foi decretado sigilo no procedimento”.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.