Quarta, 23 de Setembro de 2020
31 99616-7463
Polícia Homicídio tentado

Casal de namorados é preso suspeito de tentar matar homem com pedaço de madeira e faca em Sete Lagoas

Motivo seria o furto do celular da suspeita

15/09/2020 11h00
Por: Redação
Reprodução/StreetView
Reprodução/StreetView

Uma mulher de 45 anos (J.S.P.) e o namorado de 35 anos (W.M.B.S.) foram presos por suspeita de tentativa de homicídio a um homem de 39 anos (E.H.G.), na manhã desta terça-feira (15), na Rua Cambuquira, bairro Nossa Senhora das Graças em Sete Lagoas.

Após informações de que um suspeito de roubo de celular estaria sendo espancado, ao chegar no local, policiais depararam com um casal agredindo a vítima. A suspeita J.S.P., muito exaltada, estava com uma faca, com a qual já teria atingido a vítima com vários golpes no rosto, esbravejando que a impediram de matar e que ia matar a vítima.

A faca foi retirada das mãos da suspeita que é usuária de álcool e drogas. Antes dos fatos, ela estaria na companhia da vítima em um bar, fazendo uso de álcool e drogas. Em seguida, os dois teriam ido para a casa de E.H.G. Posteriormente, ao sentir a falta do celular e uma caixinha de música, voltou e retornou a casa dele alegando que o mesmo teria roubado o celular.

Continua depois da publicidade

A vítima negou e a suspeita teria ateado fogo no colchão dele e saído do local. Depois J.S.P. voltou na companhia do namorado W.M.B.S. e ambos passaram a ameaçar E.H.G. de morte, caso ele não entregasse o celular. Novamente a vítima negou ter furtado o celular.

Então, o casal teria começado a agredir a vítima com pauladas, sendo que a suspeita utilizando uma pequena faca, teria desferido vários golpes no rosto da vítima causando vários cortes.

Já o suspeito W.M.B.S., utilizando um pedaço de madeira, golpeou a vítima em várias partes do corpo, principalmente na cabeça, causando várias lesões. A vítima disse que foi atingida com uma pancada na nuca e que chegou a perder os sentidos por alguns segundos, sendo que os autores não prosseguiram a agressões devido à presença de várias pessoas que passavam pela rua.

Continua depois da publicidade

A vítima disse ter medo de ficar em sua casa, uma vez que os suspeitos disseram que voltariam para terminar o serviço, caso o aparelho não aparecesse. Ela foi socorrida até o Hospital Municipal, apresentando hematomas pelo corpo e vários cortes no rosto.

A suspeita, bastante exaltada, mesmo presa, continuou com as ameaças dizendo que assim que for liberada vai terminar o serviço que começou.

O casal de namorados foi encaminhado para a Delegacia de Polícia.

 

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.