Quarta, 21 de Outubro de 2020
31 99616-7463
Esportes Legislação

Bolsonaro veta artigo de nova lei que permitiria volta do Cruzeiro ao Profut

Lei foi sancionada nessa quarta-feira (14), mas com veto ao artigo que restabeleceria o Profut; Cruzeiro deve R$ 303 milhões à União

15/10/2020 09h37
Por: Redação Fonte: Super.FC
Edson Potsch e André Argolo estiveram em visita com o presidente Jair Bolsonaro — Foto: Reprodução/Twitter Leo Portela
Edson Potsch e André Argolo estiveram em visita com o presidente Jair Bolsonaro — Foto: Reprodução/Twitter Leo Portela

O presidente Jair Bolsonaro sancionou, nessa quarta-feira (14), a Lei 14.073, que dispõe sobre ações emergenciais destinadas ao setor esportivo a serem adotadas durante o estado. O presidente, no entanto, veta o artigo que permitiria a reabertura do Profut, o que beneficiaria Cruzeiro e outros clubes diretamente.

A justificativa do veto ao artigo é baseado em uma recomendação dos ministérios da Economia e da Cidadania, além da Advocacia-Geral da União.

"Ademais, a despeito de a adesão ao Profut consistir em medida que beneficia as entidades desportivas com redução de passivo fiscal e parcelamento das dívidas, a forma como proposta a reabertura do prazo para nova adesão é inviável vez que, além de não representar o desafogo financeiro esperado, não irá amenizar ou resolver os problemas financeiros e fiscais enfrentados pelas entidades esportivas no cenário excepcional ocasionado pela pandemia, onde se requer soluções mais complexas e efetivas"

Continua depois da publicidade

O Cruzeiro tem uma dívida de R$ 303 milhões com a União. Confira o texto completo da lei.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.