Sexta, 17 de Setembro de 2021
31 99616-7463
Polícia Estelionato

Casal de estelionatários é preso após gastar R$ 128 mil com cartão de crédito da vítima

A vítima, que mora em Catalão (GO), desconhecia todas as compras

14/09/2021 16h29
Por: Redação Fonte: Mega Cidade com Itatiaia
Foto: Divulgação/Polícia Rodoviária Federal (PRF)
Foto: Divulgação/Polícia Rodoviária Federal (PRF)

Um casal de estelionatários foi detido pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na BR-365, em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, na noite dessa segunda-feira (13). De acordo com a corporação, os criminosos teriam adquirido mais de R$ 128 mil em produtos têxteis utilizando um cartão de crédito emitido por outra pessoa.

Durante ação de combate ao crime, policiais abordaram um carro na BR-365, conduzido por uma mulher e com dois passageiros. Dentro do veículo, havia uma grande quantidade de roupas de cama. Ao questioná-los, os passageiros entraram em contradição e apresentaram um documento de compra em nome de outra pessoa, que mora em Catalão (GO).

A motorista disse à polícia que estava apenas conduzindo o veículo e que a mercadoria seria dos passageiros. As compras foram realizadas em Divinópolis, no Centro-Oeste de Minas Gerais, com documentos falsos e cartão de crédito não emitido pela vítima.

Continua depois da publicidade

Apesar de o endereço de entrega ser de Catalão, as mercadorias estavam sendo levadas para Ituiutaba, no Triângulo Mineiro, conforme revelou os envolvidos. Em seguida, agentes entraram em contato com a possível compradora, que declarou nunca ter feito a compra e que desconhecia a negociação com a empresa vendedora.

Segundo o dono da empresa, as mercadorias estavam sendo vendidas para a vítima há cerca de um mês. Ao todo, a quantia superava R$ 128 mil. Além disso, ele contou que as compras eram feitas com cartão de crédito, com pagamento realizado por link enviado pelo vendedor para a compradora.

Ainda conforme a PRF, os criminosos possuem passagens por tráfico, roubo, furto e receptação, sendo que a mulher deveria estar em prisão domiciliar desde março deste ano, enquanto o homem está em liberdade condicional há menos de um mês.

Continua depois da publicidade

Os presos e os materiais foram encaminhados para Delegacia de Polícia Civil em Uberlândia.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.