Quarta, 21 de Fevereiro de 2024
22°

Tempo nublado

Sete Lagoas, MG

Economia Natal

Comércio de Minas Gerais está otimista com vendas no Natal

Para empresariado, gasto médio por consumidor deve aumentar 26% neste ano

28/11/2023 às 15h33
Por: Redação Fonte: Mega Cidade com Diário do Comércio
Compartilhe:
A melhoria geral dos indicadores econômicos e o pagamento do 13º salário tendem a estimular as vendas natalinas | Crédito: Alessandro Carvalho
A melhoria geral dos indicadores econômicos e o pagamento do 13º salário tendem a estimular as vendas natalinas | Crédito: Alessandro Carvalho

O setor do comércio varejista de Minas Gerais está otimista para as vendas do Natal. Com o fim da pandemia decretado, a recuperação da economia brasileira, inflação sob controle, taxas de juros em queda e mercado de trabalho aquecido, as expectativas dos empresários do ramo subiram. Além disso, o período natalino também reserva o pagamento do 13º salário, uma renda extra que estimula um consumo maior das pessoas.

Segundo pesquisa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Minas Gerais, (Fecomércio-MG), o ticket médio de 2023 será 26% superior ao de 2022. O levantamento do Núcleo de Pesquisa e Inteligência da entidade mostra que 40% dos empresários esperam por vendas melhores do que ano passado. E para cerca de 17,2%, os resultados serão iguais, o que é considerado satisfatório pela grande maioria (61,4%).

O economista da Fecomércio MG, Gilson Machado, explica que além da melhora nos indicadores econômicos e no apelo emocional da data, neste ano os consumidores estão com mais recursos financeiros.

“Temos uma melhora nos rendimentos médios reais da população e também no mercado de trabalho, já que é ao passo que tenho mais pessoas no mercado de trabalho, implica mais dinheiro em circulação. Somado a isso, tem no mês de dezembro o 13º terceiro salário, que deve injetar na economia em torno de R$ 27,5 bilhões, o que fortalece a data e faz com que as expectativas sejam otimistas”, disse Machado.

A pesquisa demonstra que a esperança por melhor desempenho nas vendas está ancorada na expectativa/confiança (26,7%), no aquecimento do comércio (25,3%) e no valor afetivo da data (16,1%).

Dos comerciantes varejistas impactados pelo Natal, 46,4% farão promoções/liquidações para o período. E 38,3% investirão em propaganda para melhorar os resultados na época natalina. Há ainda 15,1% que não irão realizar nenhuma ação e 11,1% que apostarão no atendimento diferenciado.

Para 68,1% dos empresários, a maior movimentação dos consumidores será às vésperas da data, na segunda quinzena de dezembro. E para 61,8%, a forma mais aguardada para pagamento será o cartão de crédito.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Anúncio
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes