Quarta, 19 de Janeiro de 2022
31 99616-7463
Cidades Salvamento

Avó corre com neto e bombeiro salva criança de 9 meses: ‘Grande alívio’

Avó da criança procurava socorro desesperadamente

14/01/2022 13h57
Por: Redação Fonte: Mega Cidade com BHAZ
Avó da criança procurava socorro desesperadamente (Divulgação/CBMMG)
Avó da criança procurava socorro desesperadamente (Divulgação/CBMMG)

Um bombeiro da cidade de Alfenas, no Sul de Minas, salvou a vida de um bebê de nove meses na noite desta quinta-feira (13). A criança foi levada até o portão da sede da corporação por duas mulheres, já desesperadas, depois de engasgar. O bebê chegou ao local sem respirar, mas foi socorrido rapidamente e passa bem. Veja abaixo como agir em casos de sufocamento em crianças!

O bombeiro Caio Alvarenga estava na unidade em Alfenas quando foi surpreendido pelas duas mulheres. Uma delas levava nos braços o netinho de nove meses, que estava sufocando. Elas explicaram que o bebê havia engasgado durante a alimentação.

Bombeiro agiu rápido

Alvarenga notou que o bebê não respirava e já estava com a face arroxeada. Imediatamente, o bombeiro iniciou a manobra de salvamento. “Nesse momento eu realizei o procedimento de desobstrução de vias aéreas”, detalha o socorrista.

Continua depois da publicidade

Após alguns segundos, o bombeiro conseguiu desengasgar a criança. “Imediatamente o bebê começou a respirar e chorar. Foi um grande alívio para mim e para os familiares do bebê”, relembra Alvarenga. A avó da criança ficou extremamente grata e emocionada. O Corpo de Bombeiros ressalta a importância do treinamento constante dos agentes em ações rápidas como a do soldado Caio, que salvou o bebê.

‘Tragédia’

Todo cuidado é pouco, já que o engasgo de crianças pode terminar em tragédia. Foi o que ocorreu com o pequeno Arthur, de apenas 2 anos. A criança ingeriu uma tampa de garrafa de água mineral, no dia 7 e janeiro, e morreu. Ele e o pai estavam sozinhos no momento do acidente.

Desde então, o policial tem sido apontado nas redes sociais como negligente com a criança. O delegado Carlos Alberto respondeu às acusações em uma carta aberta, em que fala sobre seus sentimentos em relação à fatalidade. “Não houve falta de cuidado, ele estava sendo monitorado, foi uma tragédia que eu não desejo a nenhum pai ou mãe. Pergunto então, quem é que vai imaginar que o filho vai morrer por ter uma garrafa pet de água mineral em casa?”, questiona.

Continua depois da publicidade

Manobras de salvamento

No caso de crianças pequenas engasgarem, existem algumas manobras de primeiro socorro que podem salvar vidas. Os procedimentos emergenciais devem ser aplicados no caso de crianças ficarem sem respirar por causa do engasgo.

Para crianças maiores de um ano, pode ser aplicada a manobra de Heimlich, que consiste em compressões abaixo das costelas, com sentido para cima, abraçando a criança por trás. Deve-se fazer o movimento até que o objeto seja deslocado da via aérea para a boca e expelido.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.