Quarta, 30 de Setembro de 2020
31 99616-7463
Saúde Coronavírus

Tira-dúvidas: o que é a síndrome inflamatória associada à Covid que está acometendo crianças?

13/08/2020 15h32
Por: Redação Fonte: Hoje em Dia
Tira-dúvidas: o que é a síndrome inflamatória associada à Covid que está acometendo crianças?

Com quase cinco meses de pandemia, há mais perguntas do que respostas, e mesmo as disponíveis não são conclusivas. Diante da novidade da doença, as atualizações são constantes. Confira o que  já se sabe e o que ainda é preciso saber para enfrentar a Covid-19.

O que é a síndrome inflamatória associada à Covid que está acometendo crianças?
Há vários casos da Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P) associada à Covid em monitoramento no Brasil e no mundo. O tempo entre a exposição ao vírus e manifestações clínicas da síndrome tem variado entre 6 e 60 dias. Os pacientes têm entre 7 meses e 16 anos. Entre os sintomas mais frequentes estão febre persistente acompanhada de um conjunto de sintomas como pressão baixa, conjuntivite, manchas no corpo, diarreia, dor abdominal, náuseas, vômitos, comprometimento respiratório e problemas cardíacos, dentre outros. A síndrome pode levar à morte.

Como fazer o isolamento de uma pessoa com Covid em casa?

Continua depois da publicidade

O primeiro passo é destinar um quarto e um banheiro para uso exclusivo da pessoa infectada. O cômodo com o paciente isolado deve ficar todo o tempo com a porta fechada, mas a janela deve ser mantida aberta para ter ventilação e entrada de luz solar. Quando o imóvel não tem mais de um quarto e mais de um banheiro, a recomendação é deixar o quarto para o doente, e quem não apresenta sintomas deve dormir na sala. Se toda a família divide um cômodo, a orientação é manter distância de 2 metros do doente.  Clique aqui para saber mais detalhes do dia a dia.

Como ajudar as crianças a lidar com o estresse e a ansiedade no isolamento?

O primeiro passo é ouvir. O segundo, incluir. Embora muitas vezes não consigam nomear seus sentimentos, as crianças os expressam ficando mais ansiosas, opositoras e hiperativas. Não é hora de minimizar medos e sentimentos, mas validá-los e conversar com a criança. E se pais e filhos nunca estiveram tão juntos, essa convivência próxima pode ser o ponto de partida para uma acolhida lúdica, com a inclusão dos pequenos no dia a dia dos pais. Assista ao vídeo para entender o que está acontecendo e como ajudar:

Continua depois da publicidade

Quem já se recuperou de Covid deve manter a prevenção contra o coronavírus?
Sim. Segundo especialistas, não há evidências científicas de que quem contraiu a Covid-19 não vá se contaminar de novo. Além disso, por ser uma doença nova, os efeitos do vírus a médio e longo prazo não são totalmente conhecidos. Há suspeitas de reinfecções em Minas e no mundo.

Fumantes têm maior risco de contrair coronavírus e desenvolver a forma grave da doença?
Sim para as duas questões. Segundo o Ministério da Saúde, as pessoas que fumam, independentemente da idade, fazem parte do grupo de risco, devido ao possível comprometimento da capacidade pulmonar. Há também maior chance de contágio porque o ato de fumar proporciona constante contato dos dedos com os lábios, aumentando a possibilidade da transmissão do vírus para a boca. Quer aproveitar a pandemia para parar de fumar? Leia aqui sobre os primeiros passos.

Ivermectina combate o coronavírus? Quais os riscos de tomar esse remédio?

Não há comprovação científica de que esse medicamento, um vermífugo,  tenha resultado no tratamento da Covid-19. Recomendada para tratamento de infecções causadas por vermes e parasitas que se instalam no organismo, a ivermectina demonstrou atividade in vitro contra o coronavírus, mas não há comprovação de eficácia in vivo, isto é, em seres humanos. Só estudos clínicos permitirão definir seu benefício e segurança contra a Covid-19, mas alguns médicos têm prescrito como parte do tratamento. A caixa com quatro comprimidos é vendida entre R$ 17 e R$ 34, mediante apresentação de receita médica. Especialistas temem que a automedicação acabe intoxicando muitas pessoas. Leia mais sobre a ivermectina.

Quem pode ser voluntário para testar a vacina contra Covid-19 em Minas?
Apenas enfermeiros e médicos podem se inscrever, sendo que 800 serão selecionados. Os candidatos devem ter mais de 18 anos, não podem ter sido contaminados pelo coronavírus nem apresentar doenças crônicas ou fazer uso de medicamentos contínuos. A previsão é de que as vacinas comecem a ser aplicadas no próximo dia 20/07. Caso preencha todos os critérios, o voluntário deverá entrar em contato com Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Fármacos do ICB UFMG, pelo e-mail [email protected] Saiba mais sobre a CoronaVac, produzida na China. 

Usar a máscara durante atividade física faz mal à saúde?
Não.  Não há nenhum estudo científico que ateste que o uso da máscara durante o treinamento aeróbico vá causar algum dano à saúde das pessoas. Pode haver incômodo, por causa da resistência na hora de inspirar e expirar, o que pode ser minimizado reduzindo o ritmo. Clique aqui pra saber mais.

Quais remédios estão sendo testados contra Covid-19?
Além da controversa cloroquina, estão em uso ou testes corticóides, antivirais, antiparasitários, anticoagulantes, plasma de recuperados e vitaminas. Confira aqui em que pé está o trabalho com cada um.

Qual a diferença entre o teste do cotonete e o teste rápido? 

O teste do cotonete (swab nasal), conhecido como RT-PCR, verifica se há material genético do vírus nas vias aéreas do indivíduo. Para fazer o exame, são coletadas amostras de secreções do nariz ou da garganta do paciente. O laudo sai em alguns dias. Já o exame sorológico ( que verifica a presença dos anticorpos IgM e IgG) não é capaz de atestar se um indivíduo está com Covid-19 no momento ou não. Ele detecta o anticorpo em um período final da infecção ou após a recuperação. Ele revela algo que aconteceu no passado. É feito através da coleta de sangue e o resultado sai em até 30 minutos. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.