Terça, 20 de Outubro de 2020
31 99616-7463
Política Rachadinha

MP conclui investigação sobre 'rachadinha' e deve denunciar Flávio e Queiroz

Promotores vão apontar que o filho do presidente usou, pelo menos, R$ 2,7 milhões em dinheiro vivo

29/09/2020 11h50
Por: Redação Fonte: O Tempo
Senador, que é filho de Jair Bolsonaro, nega as acusações Foto: Jefferson Rudy / Agência Senado
Senador, que é filho de Jair Bolsonaro, nega as acusações Foto: Jefferson Rudy / Agência Senado

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) concluiu as investigações a respeito de um suposto esquema de "rachadinha" – quando um político pega parte do salário de servidores – na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), dentro do gabinete do então deputado estadual e agora senador Flávio Bolsonaro (Republicanos).

Conforme informações do jornal O Globo, o parlamentar e seu ex-assessor Fabrício Queiroz devem ser denunciados pelos crimes de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

A partir das informações das quebras de sigilo bancário e fiscal, os promotores devem apontar que o filho do presidente da República usou, pelo menos, R$ 2,7 milhões em dinheiro vivo do esquema.

Continua depois da publicidade

As investigações tiveram início em julho de 2018, depois que um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) identificou movimentação atípica de R$ 1,2 milhão na conta de Queiroz. Atualmente, ele está em prisão domiciliar.

A denúncia, com cerca de 300 páginas, já está pronta e será entregue ao Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ), de acordo com O Globo. Senador e ex-assessor negam as acusações.

Continua depois da publicidade
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.