Quinta, 29 de Outubro de 2020
31 99616-7463
Política Homicídio

Ministério Público denuncia ex-secretário por morte de candidato a vereador em Patrocínio

Cássio Remis fazia uma transmissão ao vivo, pelo Facebook, quando foi atacado pelo suspeito

14/10/2020 13h27
Por: Redação Fonte: Hoje em Dia
Redes Sociais/Reprodução
Redes Sociais/Reprodução

O ex-secretário de Obras de Patrocínio, no Alto do Parnaíba, Jorge Marra, foi denunciado pelo Ministério Público (MPMG) pela morte do pré-candidato a vereador, Cássio Remis. O crime foi registrado por câmeras de segurança e ocorreu no último dia 24.

Nesta quarta-feira (14), o órgão estadual informou que acusou o suspeito por homicídio qualificado por motivo torpe e mediante dissimulação e recurso que dificultou a defesa da vítima. Além disso, o ex-secretário também vai responder por porte ilegal de arma e munições. Anteriormente, ele já havia sido acusado pela Polícia Civil.

 

Outras duas pessoas, que não tiveram os nomes divulgados, foram denunciadas pelo MPMG por favorecimento pessoal. No documento que formalizou a queixa contra o suspeito, os promotores também solicitaram que seja retirado o segredo de Justiça do caso, "tendo em vista a repercussão internacional do fato e o direito constitucional à informação".

Agora, a caso segue para apreciação do Tribunal de Justiça. Somente após análise do documento é que o suspeito poderá ser julgado pelos crimes que responde.

O crime

O assassinato ocorreu após uma transmissão ao vivo pelo Facebook. As imagens mostram que Remis, que fazia uma denúncia contra a prefeitura, teve o celular tomado pelo secretário. Logo depois, a vítima foi atrás do suspeito para reaver o aparelho e, durante a discussão, foi baleada cinco vezes..

O candidato a vereador não resistiu e morreu em frente à secretaria de obras da cidade. Logo após o crime, o secretário da pasta fugiu em uma Toyota Hilux prata. Ele se apresentou à polícia quatro dias após o crime e alegou legítima defesa. O suspeito permanece preso.

Cássio Remis foi eleito vereador em 2008, e presidente da Câmara em 2013/2014. O político exerceu dois mandatos consecutivos 2009/2012 e 2013/2016.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.