Quarta, 16 de Junho de 2021
31 99616-7463
Geral Solidariedade

Projeto ajuda a combater a fome de 450 pessoas por dia em Sete Lagoas

Sensibilizado pela crise socioeconômica em meio à pandemia, grupo Irmãos que Doam prepara e transporta marmitas a moradores carentes do município. Veja como doar

06/06/2021 10h41
Por: Redação
Cozinheiras voluntárias
Cozinheiras voluntárias

Criado há menos de 60 dias, o projeto Irmãos que Doam tem ajudado a combater a fome de centenas de pessoas carentes em Sete Lagoas, na região Central de Minas. O agravamento da crise socioeconômica causada pela pandemia despertou o sentimento de solidariedade no grupo de voluntários.

O projeto tem a colaboração de empresas privadas, instituições religiosas e moradores do município. Uma união de esforços que prepara e entrega ao todo cerca de 450 refeições por dia nos bairros Lagoa Grande, Itapuã, Catarina e Dona Sílvia.

A voluntária Linda Maritns conta como surgiu o projeto que completa dois meses na sexta-feira (11). "O Irmãos que Doam nasceu do reconhecimento de que o “pão nosso de cada dia” está faltando nas casas de muitos irmãos e irmãs. A população entendeu nossa propsota, e o projeto tem sido um sucesso. A cada dia chegam solicitações de outros bairros. A nossa intenção é atender o maior número possível", diz.

Continua depois da publicidade

Gratidão. 

A dona de casa Fabíola Souza, 28, foi acolhida pelo projeto no momento em que ela mais precisava. "Tenho três filhos, de 4, 6 e 8 anos, e com essa pandemia meu mairido começou a trabalhar em jornada reduzida, e o salário dele despencou. Chegou a ponto de faltar alimento em casa. E nesse momento eu fui apresentada ao projeto através da voluntária Aline, que me acolheu com muito respeito, amor e carinho", conta.

União.

Continua depois da publicidade

Os mantimentos são doados por pessoas anônimas, sacolões e supermercados do município. Por dia são utilizados em média 40 kg de arroz, 30 kg de feijão e 20 kg de carne, além de legumes. 

Esses alimentos vão para a cozinha da Igreja São Geraldo, onde cerca de 10 vountários trabalham na higienização e no preparo das refeições todos os dias. Depois de prontas, as marmitas são transportadas às famílias contempladas, seguindo medidas de prevenção contra o coronavírus. 

O projeto tem o apoio de Sicoob/Credisete, Supermercado Santo Antônio, Mara Utilidades, membros da Maçonaria, Lions Clube Alvorada, Mangsete, Contabilidade Ávila, Corrente do Bem do Judiciário e da OAB, Banco de Alimentos, além de doadores anônimos. 

Como doar. 

A voluntária Linda Martins explica que todos os dias aumenta a demanda de famílias carentes precisando de alimentos e, por isso, toda ajuda é bem-vinda. 

Os alimentos podem ser entregues presencialmente na paróquia São Geraldo, no bairro São Geraldo, de 7h às 13h. Doações em dinheiro são recebidas pela chave PIX (31) 9 9986-8231.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.