Quinta, 17 de Junho de 2021
31 99616-7463
Saúde Coronavírus

Sete Lagoas registra mais 3 mortes por complicações da Covid e 89 novos casos positivos

A taxa de ocupação de leitos de UTI Covid, somando-se as unidades do SUS e da rede particular, está hoje pela primeira vez em dois meses abaixo dos 90%, com 89% de ocupação

14/05/2021 15h19
Por: Redação Fonte: Mega Cidade com Ascom da Prefeitura de Sete Lagoas
Sete Lagoas registra mais 3 mortes por complicações da Covid e 89 novos casos positivos

Sete Lagoas fecha a semana contabilizando 18.217 contaminações por Covid desde o início da pandemia, com a confirmação de mais 89 casos positivos: 45 mulheres e 44 homens. Estão sendo monitoradas pela Secretaria Municipal de Saúde 790 pessoas, 16,5% a menos do que na semana passada, e 4.536 já tiveram o acompanhamento concluído. Os testes negativos somam 35.238 desde o início da pandemia. Três óbitos por complicações da Covid foram confirmados. No dia 12, um homem de 77 anos, no Hospital Municipal. No dia 13, um homem de 62 anos, na Unimed. E hoje, uma mulher de 54 anos, na UPA. A cidade chega a 457 óbitos, 69 pacientes de Sete Lagoas hospitalizados com resultado positivo, 248 pessoas em isolamento domiciliar e 17.443 pacientes já curados.

Hospitalizados
Hoje são 116 pacientes internados por causas respiratórias na cidade, sendo 49 UTI e 67 em enfermaria. Entre os internados em UTI, são 37 de Sete Lagoas, três de Caetanópolis, dois de Paraopeba, dois de Inhaúma, dois de Prudente de Morais e os demais de Pompéu, Fortuna de Minas e Cachoeira da Prata. Entre os internados, 87 testaram positivo para Covid, nove tiveram resultado negativo e 20 aguardam resultados de exames.

No Hospital Municipal estão 56 internados, sendo 29 em UTI. No Hospital Nossa Senhora das Graças são 15 internações, sendo quatro em UTI, todas em leitos do SUS. No Hospital da Unimed são 22 pacientes internados, sendo oito em UTI. E na UPA são 23 internados, oito deles em UTI. A taxa de ocupação de leitos de UTI Covid, somando-se as unidades do SUS e da rede particular, está hoje pela primeira vez em dois meses abaixo dos 90%, com 89% de ocupação. Se considerarmos apenas os leitos de UTI do SUS, esse índice também teve uma queda e se encontra hoje em 93%.

Continua depois da publicidade

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.